LATROCÍNIO: Funcionário do Super Kuchak é morto a tiros em assalto. Leia Comentários

Seg, 04 de junho de 2012

Telefone de Carlos Afonso Petersem, no detalhe, ficou caído ao lado de chumbos no pátio do Super Kuchak, onde a vítima teria reagido ao assalto. Fotos: Abel Oliveira

Carlos Afonso Petersen, conhecido como ‘Cebola’, 53 anos, foi baleado no pátio do Super Kuchak. Ele levou três tiros e morreu minutos depois no Hospital de Caridade. Assaltante estava de capacete e fugiu com um comparsa. Um malote com toda a movimentação financeira do final de semana foi roubado.

Comentários

  • Luiz Vinicius Petersen - Cruz Alta (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 04 de julho de 2012

    Dia 04 julho, 30 dias dolorosos para a família Petersen, de Cruz Alta, como também para os ijuisenses que adoravam o Cebola (como o chamavam). É complicado viver sem ele, principalmente, para a esposa e filhos. No dia 4 de agosto ele faria seus 54 anos. Vamos comemorar o quê!!! Enquanto os que fizeram esta maldade vão continuar comemorando seus aniversários, suas vidas. Daqui um pouco vão estar soltos para praticar mais delitos e ceifar outras vidas. Então, fica aqui nossas preces ao Carlos Afonso (Cebola) e que Deus o abençoe sempre. Luiz Vinicius Petersen - Cruz Alta.
  • Bruno, Carla, Valmor Koch - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 11 de junho de 2012

    Cebola era nosso vizinho muito querido por todos na rua. Gostava de brincar e andar de pé no chão e correndo atrás de sua filha e do seu cachorro Chiquinho!!! Estamos com muita saudade de você!!! Que Deus vai sempre iluminar os teus caminhos lá no céu!!!
  • Rosane Kuchak - Florianópolis (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 11 de junho de 2012

    Acusar ... criticar ... e apontar o dedo é o que a humanidade mais sabe fazer desde que o mundo se conhece por mundo e não é para menos pois cuspiram e cruscificaram o próprio Criador da vida e da morte. E olha que ele veio como homem na terra somente para salvar! Sim ... o Kuchak prosperou... cresceu e empregou a muitos... mas será que foi por ganância? Respondo com letras maiúsculas: NÃO! FOI COM MUITO TRABALHO! E quanto ao nosso querido amigo Cebola, tenho certeza de que se pudesse se pronunciar neste momento, defenderia o seu patrão agora tão censurado da mesma forma como defendeu o malote com dinheiro e deixaria muitos envergonhados. AH! SE TÃO SOMENTE A HUMANIDADE SE CONVERTESSE DE SEUS MAUS CAMINHOS.. E para terminar, deixo um texto que demostra a Justiça e o poder do Júiz: O SENHOR DEUS É QUEM TIRA A VIDA E QUEM A DÁ. É ELE QUEM MANDA A PESSOA PARA O MUNDO DOS MORTOS E A FAZ VOLTAR DE LÁ. ELE FAZ COM QUE ALGUNS FIQUEM POBRES E OUTROS, RICOS, REBAIXA UNS E ELEVA OUTROS. (1SAMUEL 2:6,7) Se a segurança estivesse na mão do homem, o Titanic não teria afundado. Pense nisso!
  • Luiz Vinicius Petersen - Guaíba (Rio Grande do Sul)
    Enviado Dom, 10 de junho de 2012

    Ele nunca quis morrer. Sua expressão, sua vontade de viver, disposição o faziam correr atrás. Trabalhar, enfrentar o dia a dia como se fosse um jovem. Morreu ainda pensando em poder recuperar as coisas que tinha deixado nas mãos dos outros para deixar algo para a família, coisa que durante a vida pouco deixou a não ser alegria. Era uma pessoa que no fundo do olhar tinha muita vida e sempre expressava a vontade de continuar fazendo o que rotineiramente fazia por amar muito a vida e todos que o rodeavam. Ficou uma lacuna, um vazio. Isso não é verdade, ele ainda está lá sentado em sua mesa. Ao mesmo tempo que trabalhava, dava atenção a todos. Vida? Que Vida, pra quê morte?
  • TACIANA DESTEFANI - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Sáb, 09 de junho de 2012

    QUANTAS PESSOAS PRECISAMOS PERDER PARA QUE SE FAÇA ALGUMA COISA? AGORA FICA UMA CRIANÇA SEM RUMO, COM SEU CORAÇÃO EM PEDAÇOS POR CAUSA DE MARGINAIS. ONDE ESTÁ NOSSA SEGURANÇA? O QUE ESSA CRIANÇA QUE AMAVA MUITO ESSE PAI VAI FAZER AGORA POIS SÓ RESTARAM A SAUDADE, A LEMBRANÇA DAQUELE PAI QUERIDO E AMADO POR TODOS. QUE DEUS DÊ FORÇA E ILUMIME VOCÊS DUAS E QUE UMA AMPARE A OUTRA NESSE MOMENTO DIFÍCIL. E TAMBÉM SUA FAMÍLIA POIS NÃO É FÁCIL.
  • EDEMIR SEBASTIANY - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Sex, 08 de junho de 2012

    HÁ 34 ANOS ATRÁS CONHECI O CARLOS AFONSO (CARINHOSAMENTE CONHECIDO COMO CEBOLA), AJUDANTE DO SEU BATISTA NO SUPERCADO TEIXEIRA NA CIDADE DE CRUZ ALTA. NUNCA MUDOU (COMPETENTE PROFISSIONAL, SÉRIO E COMPROMETIDO COM AS FUNÇÕES QUE LHE ATRIBUÍAM (AUXILIAR DE GERÊNCIA, VENDEDOR E POR FIM GERENTE/COMPRADOR). NOS AFASTAMOS UM POUCO POR CIRCUNSTÂNCIAS INVOLUNTÁRIAS MAS QUANDO NOS ENCOTRAVÁ-MOS MATÁVA-NOS AS SAUDADES .... DOS BONS TEMPOS VIVIDOS. E SEMPRE LAMENTAVA CERTAS COISAS OCORRIDAS. (HOMEM BRINCALHÃO.....MAS HONESTO, CORRETO NO QUE FAZIA). VÁRIAS VEZES ESTEVE EM MINHA CASA PEDINDO CONSELHOS E DANDO AQUELAS GAITADAS QUE SÓ ELE SABIA DAR . LEMBRO HOJE COM TRISTEZA NO CORAÇÃO. GOSTARIA DE VER O PRONUNCIAMENTO DOS NOSSOS MERÍTISSIMOS JUIZES E DOS NOSSOS REPRESENTANTES DOS LEGISLATIVOS MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS, POIS NÃO SÃO ELES QUE FAZEM AS LEIS PARA SEREM CUMPRIDAS? TENHO PENA DA BRIGADA E DA POLÍCIA CIVIL POIS SE ESBORRACHAM PARA PRENDER, INTERROGAR E TÃO FACILMENTE SOLTAM SIMPLISMENTE EM CUMPRINDO A LEI. SERÁ QUE NÃO HOUVEM O CLAMOR DO POVO OU SÓ HOUVEM O CLAMOR DA BANDIDAGEM: "SOLTEM-ME URGENTE POIS ESTOU A FIM DE APRONTAR DE NOVO". OU SERÁ QUE OS RESPONSAVEIS SÓ IRÃO TOMAR MEDIDAS QUANDO A BANDIDAGEM BATER EM SUAS PORTAS???
  • Waldir Korb - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qui, 07 de junho de 2012

    Conheci a vítima, uma pessoa boa, honesta e trabalhadora. Agora cadê os Direitos Humanos? Mas se uma pessoa de bem tivesse abatido um dos bandidos, lá estariam eles, querendo que a polícia prendesse a pessoa de bem. Poderia estar com o Registro da Arma ou Porte vencidos. Nossos policiais são mandados para policiar a capital. Urgentemente deve voltar o policiamento de duplas Pedro e Paulo. Bem como Policiais civis agirem secretamente na parte central da cidade. Bandidos devem ser abatidos sem conversa fiada. E terminar essa pena semi-aberta para assaltantes e traficantes. Pois a maioria desses assaltantes estão nas ruas de dia e matam e assaltam de dia claro. Todos sabem quem são. Poder de Polícia retirado na Carta de 88 deveria voltar. Cidadão de bem ter sua arma e porte. Pessoal, por favor, estamos em outros tempos. Não é mais admissível que se leve quantias em dinheiro para os bancos sem escolta. Como estamos em ano político, vamos cobrar leis mais severas. Mas para bandidos. E que bandidos como esses tenham que trabalhar assim como é nos USA. Pois hoje tem regalias demais e nós, além de estarmos desarmados, ainda temos que pagar a regalia dessa feten que recebe auxilio reclusão, médico, dentista, psicóloga, assistente social e libidinagem. Os bandidos mal saiam da cadeia e já estão aí matando todos os dias. Mas se eu tiver meu registro de arma vencido, por não ter feito psicotécnico e der um tiro num desses, quem vai preso sou eu. São as leis que nossos políticos modernos fizeram e fazem. Mas senhores politicos, vocês mesmo tendo segurança, também poderão ser assaltados. Mas vão querer culpar a polícia? Aumento do efetivo da BM e PC já bem como melhores salários e não só aumentar o IPERGS em 13% até apara os aposentados, como foi feito. Eu não vejo um deputado abrir a boca. Nenhum e se abre dizem que é louco.
  • Joceli Vettorato - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qui, 07 de junho de 2012

    Minhas condolências à família enlutada. Agora eu pergunto porque foi feito a LEI do DESARMAMENTO? Para tirar a arma só dos cidadãos ou dos bandidos também? Porque pelo que eu vejo esses delinquentes ainda continuam armados e tirando a vida de pessoas inocentes que pela lei não tem como se defender. BALADA SEGURA foi feito para multar e prender cidadãos que tomam uma cerveja ou um copo de vinho, e qual a BALADA SEGURA que tem para o trabalhador cidadão? Autoridades, vamos dar mais valor e proteção aos cidadãos que tem um nome e um sobrenome a zelar. Está mais que na hora de começarem a repensar nisso.
  • Eduardo Bartz - Panambi (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qui, 07 de junho de 2012

    Que fato lamentável! Colocar a culpa na polícia não sei se seria certo, já que é certo que temos policiais dedicados a defender nossa comunidade. Mas a bandidagem está cada vez mais ousada, e não tem mais medo. Saem para cometer este tipo de assalto e não querem perder...matar ou morrer é o lema deles. Os empresários devem investir em segurança e não deixar que uma pessoa indefesa faça transporte de malotes com valores altos em dinheiro, o que é um verdadeiro chamarisco para bandidos.
  • Paulinho Sá - Santa Rosa/Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Essa semana eu comentei no horário de almoço com um vereador qual seria a solução para o problema desses crime que está acontecendo na sociedade ijuiense em cima de duas rodas. É um fato muito lamentável a perda de um ex-colega nosso do,circulo de Representanmtes COMERCIAL. Oxalá, que o comando da BM atenda o pedido desse vereador que vai propor-lhes essa idéia ou do contrário eu mesmo me disponho a debater esse assunto com o comando da brigada. Que o NOSSO AMIGO CEBOLA descansse em paz. Paulinho Sá - Em nome da classe dos Representantes Comerciais da Região Noroeste do Rio Grande Do Sul.
  • Ireneu Sauer - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Está na hora de repensar o uso do capacete na cidade, onde os marginais se escondem e que pouco ou nada defendem os motoqueiros em eventuais acidentes. Duas pessoas mortas brutalmente e da mesma forma e a polícia sem pistas. Vão esperar de braços cruzados o próximo crime idêntico?
  • Elaine Sangalli - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    É um fato lamentável, triste e desolador. Infelizmente enquanto as leis, em nome dos direitos humanos, protegerem mais os marginais do que os trabalhadores, a violência continuará. A culpa não é de policiais e sim do sistema, e se tivesse acontecido o contrário, se a vítima reagisse e atirasse no assaltante, ou outro civil ou mesmo um policial que estivesse no local. Será que o policial seria visto como herói? Ou iria responder processo?
  • Ana Petersen - Nonoai (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Tio sentiremos sua falta a dor esta muito grande, não sei como vai ser daqui pra frente, sem você junto de nós. Mas a justiça vai ser feita e esses indivíduos irão pagar pelo que fizeram. Te amarei eternamente, TIO CEBOLA. As lenbranças boas ficaram na memória porque, aliás, só foram boas, amigo, pai, esposo, tio, cunhado. Só temos que pedir a Deus para descansar em paz. Te amamos. Família Petersen - Nonoai.
  • Daiane Steglich - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    É lamentavel mesmo, mas não podemos colocar a culpa na Polícia, como tem certas pessoas colocando nos comentários. O que tem que ser feito é mudar o Código Penal, mas sabemos que isso nunca vai mudar, pois sinceramente esse é o nosso País chamado Brasil. A Brigada, faz a sua parte e faz bem. Tem pessoas que acham que a vida de um Policial é bem boa, mas é bem ao contrário, E outra, é difícil saber o que vai acontecer num exato momento, ninguem tem bola de cristal para saber, Se fosse fácil, nada disso e muitas outras coisas seriam evitadas. E digo mais, se as empresas não tomarem providências ao levarem o malote, isso vai acontecer sim, pois eles estão observando todos os dias cada movimentação das empresas. E quendo eles vem, eles vem para pegar e não adianta bancar o herói pela empresa, porque nossa vida é uma só. Só não podemos julgar ninguém, pois não sabemos o dia de amanhã, podemos estar no banco pagando nossas contas e ao sair ser abordado por um individuo nos assaltando e ser morto. E ai!!!
  • Paulo Galvão - ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Tatieli Dalcim, se você foi multada alguma vêz é por que não respeitou as regras!
  • PAOLA SANSONOVICZ - SÃO LEOPOLDO (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    REALMENTE UMA FATALIDADE. CONHEÇO O CEBOLA DESDE PEQUENA. UMA PESSOA FANTÁSTICA, DEDICADA, DEU A VIDA PELO MERCADO KUCHAK. DEIXA UMA FILHA DE 10 ANOS, A MARIA EDUARDA, SUA ESPOSA MAGDA! ONDE MEU PAI TAMBÉM TRABALHA OUTRO GERENTE QUE TEM QUE LEVANTAR NA MADRUGADA PARA VER O ALARME QUE DISPARA PELO SIMPLES FATO DE TER PESSOAS QUE NÃO PODEM PAGAR UM VIGILANTE. QUAL VAI SER A PRÓXIMA VITIMA MEU PAI QUE TRABALHA LÁ!!!!ESTOU INDIGNADA E PEÇO TOMEM PROVIDÊNCIAS ANTES QUE ACONTEÇA OUTRA TRAGÉDIA.
  • TATIELI DALCIN - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Ao invés de ficarem arrumando motivo de tudo que é jeito para multar quem esta trabalhando porque não vão atrás dos bandido? Ah, é claro, é mais fácil falar grosso com quem não é bandido e respeita as regras...quem tem nome e documento.
  • Adriano Turella - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Cebola, sinto um aperto no coração de imaginar visitar Ijui e saber que não vou encontrar mais vc esperando para uma churrascada, cheio de alegria, sempre nos acolhendo com muita luz. A cidade perdeu um grande filho, tirado violentamente de seus amigos e familiares por marginais. Você vai fazer muita falta, querido amigo. Consternados seus amigos de Porto Alegre - Adriano, Daniel, Luciano e Oscar.
  • Henrique Luz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Qua, 06 de junho de 2012

    Engraçado, tem tanto taxista ali na frente para atrapalhar a entrada e no momento do incidente nenhum teve a coragem de ao menos perseguir os bandidos. E o fato de o mercado abrir depois é falta de consideração.
  • CLAUDIO HORST - SANTA MARIA (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    CEBOLA, AMIGÃO, COMPANHEIRO, LEAL, SEMPRE DISPOSTO, SORRISO E BRICALHÃO ERAM AS SUAS MARCAS REGISTRADAS. NOSSA AMIZADE VEM DE LONGA DATA. QUE O CRIADOR TE ACOLHA EM SEUS BRAÇOS, VOCÊ MERECE ESTAR EM PAZ. DEIXASTE UM GRANDE EXEMPLO NA VIDA, HONESTIDADE. DEIXASTE OS FILHOS, O WILLIAN E A MARIA FERNANDA. QUE ELES POSSAM SE ORGULHAR DO PAI QUE VOCÊ ERA, TRABALHADOR, SINCERO, SEMPRE DISPOSTO A TOPAR QUALQUER PARADA. E HOJE SINTO UM IMENSO VAZIO SEM A SUA PRESENÇA. QUERO LEMBRAR APENAS DAS COISAS BOAS QUE FIZEMOS E PASSAMOS JUNTO NAS VENDAS, EM ENCONTROS DE FAMÍLIA, CHURRASCOS, PESCARIAS. FIQUE EM PAZ. DEUS ABENÇOE TODA SUA FAMÍLIA.
  • Vilson Bragagnolo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Enquanto a justiça não efetivar o descarte correto desse lixo, teremos que conviver com essas atrocidades.
  • Vanessa Rodrigues - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Minhas condolência á família, que Deus tenha piedade da alma dessas pessoas gananciosas que só dão valor a pessoa enquanto ela está servindo e depois que parte, apenas foi mais um que cumpriu com sua jornada de trabalho e fica esquecido na memória. Que essa empresa ganhe muito dinheiro e quem sabe sobre um pouco para pagar a Prosegur para que isso não aconteça com uma próxima pessoa.
  • ADRIANA DIAS DA SILVA - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    PRECISAMOS LANÇAR A BANDEIRA DE TRANSPORTE DE VALORES NOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DE GRANDE PORTE ! Alguém, precisa começar essa discussão...por favor...esses comerciantes precisam resguardar seus funcionários e seus pertences antes de mais nada. Quantos mais precisarão perder a vida para a violência urbana, para que o comércio ijuiense não seja mais destaque nas páginas policiais em nome dessa impunidade do crime. A sociedade está insegura, mais inseguro sentem-se essas pessoas, que por causa de seus empregos sucumbem à insegurança e expõem suas próprias vidas. Aí se faz jus a frase " VESTIR A CAMISETA", MAS ATÉ QUE PONTO??? A VUNERABILIDADE SOCIAL ESTÁ REPERCUTIDA EM TODOS. PRECISAMOS COMEÇAR ALGO QUE REFLITA E QUE FAÇA MUDAR ESSA IDEOLOGIA NO TRANSPORTE DE VALORES NO COMÉRCIO. Precisamos nos dar conta que Ijuí já não é mais aquela, que vendia-se e tinha os grandes bolichões de comércio. A cidade cresceu, está abrigando cada dia mais novos habitantes provindos de outras regiões. Estamos nos contituindo como cidade grande. Então é hora de também providenciar o crescimento, o investimento, numa maior segurança a comunidade que hora habita nesse território. Investimentos são necessários, mas com isso reverte-se-á na inovação de uma tomada de atitude pelo comércio local, as instituições que gerenciam todo o comércio precisam tomar novas providencias. O povo deve ser ouvido. SEGURANÇA JÁ. Adriana Dias da Silva.
  • Paulo Geiss - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Já trabalhei com ele e fiquei chocado com ocorrido. Também já fui assaltado. Acho que a origem da violência não está na condição social, financeira ou educacional do individuo. Mas sim no caráter de cada um, sempre tem outra solução fora do crime. Quem rouba e mata poderia estar trabalhando, não adianta dar desculpa de falta de emprego, quem é criminoso é mau caráter mesmo e merece as maiores punições possíveis. Eu queria ver se houvesse pelo menos dois guardas fortemente armados no estacionamento, se eles teriam executado esse crime com tanta facilidade. Então, já sabemos o que falta em nossa cidade para diminuir essas tragédias.
  • Lolao Severo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Acho que esse servico de entregar malote não poderia ser feito por um funcionario, mas claro os donos tem que economizar. Poderiam contratar empresas para esse tipo de servico. Eu penso assim. Custou a vida de um funcionario com 20 anos de serviço.
  • Paulo Klein - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Tudo que aqui se planta, aqui se colhe. Tudo tem suas consequências. Falta educação, é nisso que dá. Faltam leis mais severas, é nisso que dá. Quiseram fazer Ijui uma "potência", construindo a Penitenciária, é nisso que dá. Já falei várias vezes que Ijui não tem emprego que pague salário digno. Aos invés de trabalharem para ganhar em torno de R$ 700,00 (como a maioria das nossas "grandes" empresas pagam, além de serem exploradoras), preferem roubar, matar. Claro que isso não justifica, mas como falei no ínicio, pode ser uma consequência. Estamos pagando o preço pelos exploradores, pelos gananciosos, por aqueles que só pensam em si mesmo. Infelizmente. Esta é a minha opinião.
  • Mariane Geske - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Eu era cliente do mercado. Era, pois com a falta de consideração pelo trágico falecimento da vítima de nem sequer deixarem o mercado fechado pelo menos até o enterro, para que os amigos pudessem se despedir dele e por consideração à familia. Acho isso um absurdo. Uma falta de humanismo.
  • Luis Fernando Arbo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    A questão da violência é um problema complexo demais para se REDUZIR a alguns argumentos. Vejamos: O ARGUMENTO DA EDUCAÇÃO é totalmente falho. É sabido que Países onde se investe muito em EDUCAÇÃO há inúmeros casos de violência e gravíssimos até. Nos EUA (assassinatos em escolas, drogas, etc.; na ESPANHA (terrorismo), etc. Não é por alguém ter "EDUCAÇÃO" que não vai cometer crimes. Veja o caso do famoso LEONARDO PAREJA: era de CLASSE MÉDIA ALTA, falava mais de duas línguas e era criminoso. O argumento de CULPAR A POLÍCIA também não é convicente. Veja o caso dos EUA novamente, NY investiu milhões em policiamento, no entando não reduziu a zero os índices de violência que prosseguem existindo. A violência tem uma explicação de um atavismo do homem. Talvez passe mais pela GANÂNCIA ou outra justificativa que ainda não sabemos ao certo. Talvez tenhamos que resgatar leituras de FREUD para entender mais dessa complexidade. De qualquer forma, minhas condolências e o meu profundo pesar aos familiares da vítima. O jeito é orar e pedir a Deus por sua alma.
  • Orione Rodrigues - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Funcionário assassinado do KUCHAK. Concordo integralmente com as colocaçoes de Maria Clenir Wociechoski. Irretocável suas ponderações. Empresários, qual o custo de uma vida humana? Com certeza menor que o valor financeiro.
  • Miriam Santos - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Do jeito que as coisas andam, só o que podemos esperar é pelo "toque de recolher".
  • Nairana Scwinzekel - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    É assustador saber desses crimes em nossa cidade, assistiamos violência assim só pela TV, e hoje vimos ao vivo e em cores em nossa cidade. Culpamos polícia, empresários, tentamos achar sempre um culpado. Mas não nos perguntamos qual é a origem dessa violência. Na minha opinião é a falta de Educação, é o descaso com a Educação. Quando nossos governantes investirem de verdade em Educação com certeza nosso povo será mais culto e vai perceber que não precisa matar para ter dinheiro e que através do trabalho honesto podemos ter o suficiente para sobreviver. O que mais deixa triste é que não sei se vou poder ver isso, a Educação como algo fundamental para a sobrevivência do ser humano, assim como a água que tomamos e o ar que respiramos.
  • Geovane Feistel - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Não posso me deixar avesso aos comentarios lidos e relidos aqui no ijui.com, todos tentando achar justificativas para o ato. Uns na policia, outros em relação ao dono do mercado em não contratar carro forte. Mas, queridos e distintos moradores de Ijuí, nós não deveríamos precisar de carro forte para transporte, pois, é um absurdo você trabalhar, montar uma empresa, criar empregos, arrecadar recursos para PAGAR os funcionários e vem ladrões , bandidos e levam O DINHEIRO DOS FUNCIONARIOS. Isso pode acontecer com qualquer cidadão. Você que lê estes comentários, pode estar indo ao banco pagar contas e ser assaltado e morto. Isso pode acontecer com qualquer um. O que aconteceu não é culpa de ninguém, nunca se pode prever nada. A única culpa e exclusiva era dele, do bandido que matou o Cebola, que o conheço há 18 anos.
  • Evandro Antonello - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Tão matando, tão assaltando todos os dias em Ijui. Enquanto isso todo efetivo da Brigada, polícia civil, azulzinhos e outros estão envolvidos com a balada segura. É uma vergonha.
  • Marlon Manhabosco - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    João Carlos Denardi, será que são todos os motoqueiros que são ladrão. Muito cuidado.
  • GABRIEL TORRES - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    REALMENTE É UMA TRAGÉDIA. E UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA EM NOSSA CIDADE. MEUS PÊSAMES À FAMILIA DO FUNCIONARIO! MAS ME CHAMA A ATENÇAO O COMENTARIO DESCABIDO E PRECONCEITUOSO DE SR. JOAO CARLOS DENARDIM COM RELAÇAO AS MOTOCICLETAS E BLITZ ESPECIFICAS PARA AS MESMAS. POIS A BALADA SEGURA É MEDIDA DE SEGURANÇA PARA TODA A POPULAÇAO! MAS CONCORDO COM O FATO DE EXISTIR DEFASAGEM COM RELAÇAO A SEGURANÇA DIURNA E PARA OS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS!
  • Antonio Ricardo Viecili - Florianópolis (Santa Catarina)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Uma pessoa alegre, brincalhona, prestativa, amigo, que absurdo, as vezes penso em retornar para Ijuí. Mas aqui, comparada com Ijuí, a violência é significativamente menor. Meus sentimentos aos familiares e toda a família Kuchak. Espero que este crime não seja mas um sem solução. Espero dias melhores para Ijuí.
  • João carlos Denardin - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Enquanto a polícia se preocupam em fazer a tal BALADA SEGURA perdendo tempo com bêbados, isso acontece em pleno centro da cidade. Onde estão os policiais nessas horas° Porque quando eles vão realizar a tal BALADA SEGURA avisam antes. Porque eles não avisam que estão no centro realizando operação para inibir os motoqueiros. Façam ação somente contra motoqueiros que a estaria de bom tamanho. Desculpe o desabafo mas é ridiculo o que está acontecendo em nossa cidade.
  • Alexandre Roberto - Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Isso era sim uma tragédia anunciada! Eu mesmo já fiz um transporte deste tipo, há muitos anos...Com 18 anos na época, sai com mais de 15mil reais em dinheiro numa sacola de mercado para pagar um fornecedor. Não acho isso correto nem no lugar mais tranquilo do mundo! Ele era gerente de compras...isso caracteriza inclusive desvio de função, segundo art. 460 da CLT. Fatalidade anunciada!
  • Maria Clenir Wociechoski - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Concordo que a violência está fora de controle. Mas é difícil de aceitar que em Ijuí ainda mantém a sistemática de transporte de valores por funcionários de estabelecimento, de moto, a pé, com seus envelopes, sacolas ou malotes, embaixo do braço. Tem acontecido assaltos a estas pessoas de forma tão repetitiva, que é inaceitável que os estabelicimentos comerciais de Ijuí não tenham tomado nenhuma providência para que os carros fortes recolham e transportem estes valores. Presenciei em um supermercado, num sábado a tarde, uma funcionária recolhendo dinheiro dos caixas numa sacola plástica, onde a operadora do caixa, jogava seu maço de dinheiro dentro da sacola. A sacola já estava quase cheia e muitos clientes observaram esta dinâmica. Com certeza, assim como eu, alguns se questinaram sobre este fato, e talvez "outros" estivessem observando, quem sabe! O assassinato do colaborador aconteceu dentro no pátio do supermercado. Sem querer diminuir ou atribuir a culpa aos proprietários ou a autoridades, fato desta natureza é difícil de se prever. Mas especificamente neste ramo de transporte de valores está na hora dos estabelecimentos comerciais pararem de colocar a vida de seus funcionários em risco e cotratar empresas especializadas no ramo.
  • Annie F. M. Rysthmoeller - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Insistimos! Nestas horas e pelas manifestações neste jornal virtual que percebemos a razão concreta da nossa defesa ...EDUCAÇÃO, FALTA MUITA EDUCAÇÃO...ESCOLA DE FATO, PARA FORMAR E QUALIFICAR O CIDADÃO...visto que as pessoas transformam o fato e este espaço num púlpito. Esta não foi a vontade de Deus, Deus, Deus. NÃO É UMA FATALIDADE! ESTA E TANTAS OUTRAS, 99% SÃO TRAGÉDIAS ANUNCIADAS! E no caso, mais do que nunca, haja visto a estupidez de empresários famintos. Tanto é verdade, que o dito mercado SEQUER cerrou as portas de forma a manifestar publicamente seu pesar e condolência e a permitir que os colegas acompanhassem em massa ao féretro de alguém que serviu sua vida inteira LITERALMENTE à empresa. QUE BARBÁRIE.
  • MAURO DRESCH - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    MEUS SENTIMENTOS à FAMÍLIA. SOFREMOS A VIOLENCIA DE BANDIDOS QUE ESTÃO A SOLTA, MUITAS VEZES AO NOSSO LADO ESPERANDO A HORA CERTA DE NOS ROUBAR TUDO, PRINCIPALMENTE A VIDA. FICA A PERGUNTA PARA TODOS: QUEM SERÁ O PRÓXIMO???
  • Luis Rodrigo Goulart - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    A balada tá segura. Enquanto isso, tá sendo inseguro buscar filho em escola e trabalhar. Problema mesmo é o que a administração pública prioriza em Ijuí. Ijuí não inova, sempre a mesma forma de (não) fazer, com as desculpas de sempre. Lamentável.
  • Suellyn Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    ele-não-deveria-ter-reagido-pke-dinheiro-nenhum-vai-trazer-ele-de-volta-e-o-mercado-teria-que-fornecer-mais-segurança!!!infelismente-nosso-ijui-tá-piorando-cada-vez-mais!!!que-a-fmilia-da-vitima-tenha-mta-força-nesse-momento!!!
  • Simone Neluana Ceratti - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Meu Deus, mais um crime em Ijuí!!! Onde isso vai parar? A gente não tem mais segurança em nossa própria cidade. Que Deus conforte o coração da família, amigos e parentes do Cebola, uma pessoa querida e respeitada.
  • Simone Chagas - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Haissa Appel, eu não vi a cara do bandido que cometeu este crime. Mas a polícia com certeza tem um banco de fotos de marginais e ao serem avistados pelos policiais dentro de veículos certamente serão abordados. Porém com película não se vê ninguém. Daí não podemos reclamar quando somos parados pelas viaturas para fiscalização por que eles também não possuem bola de cristal para saber quem está ali dentro.
  • Elaine Carlini - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    O Kuchak cresceu se diz um grande supermercado. No entanto continua usando uma forma primitiva para transportar valores. Existem empresas expecializadas para esse fim, claro tem que pagar. Magda, meus sentimentos.
  • Tatieli Dalcin - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Ao invés de ficarem arrumando motivo de tudo que é jeito para multar quem está trabalhando porque não vão atrás dos bandido? Ah, é claro, é mais fácil falar grosso com quem não é bandido e respeita as regras...quem tem nome e documento.
  • Diego Goi - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Pegar bandido e se arriscar a levar tiro? PRA QUÊ? Se é MUITO mais cômodo ficar complicando e arrecadando dinheiro multando carro rebaixado, com película, com balada segura, recolhendo som automotivo de PESSOAS DE BEM, enquanto bandidos estão soltos por aí, matando à luz do dia em frente a escolas, no pátio de supermercados!
  • Leopoldo Dobler - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Quando na morte do seu Furlanetto eu parabenizei o delegado e falei que se deixasse em impune os culpados seria fácil matar e sair andando sem medo de ser pego (esse é o nosso Brasil).
  • Marcelo Eickhoff - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Diante desta situação vimos que está na hora de tomar algumas providências mais enérgicas em Ijuí, porque na balada segura mobilizam policias federais, agentes de trânsito. Para conter estes tipos de crimes poderia colocar o exército nas ruas. Era uma opção. Em 30 dias 2 latrocínios, e quantos assaltos ocorreram? Alguém sabe? Muitos não foram divulgados, mas ocorreram. Agora garanto que a preocupação em aplicar multas, guinchar carros rebaixados, remover películas dos veículos de pessoas de bem existe um vasto efetivo policial para exercer esta função. E cadê a nossa segurança? Pago impostos para que? IJUÍ QUER SEGURANÇA e não policiais retirando películas de carros e multando em semáforos. QUEREMOS SEGURANÇAAAAAAAAAA.......
  • IVONE DO NASCIMENTO - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Mais um assassinato em baixo do nariz da polícia. Se está faltando polícia em Ijui porque mandaram policiais para Porto Alegre? Presidio de Segurança Máxima em Ijui! PARABÉNS PARA AQUELE QUE entregou nossa cidade para os bandidos!
  • João Atenágoras dos Santos - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    É claro que a culpa pela morte deste cidadão é dos assassinos. Foram eles que puxaram o gatílho. Mas a empresa poderia, sim, investir na segurança de seus funcionários. Quanto vale uma vida? Talvez os sindicatos devessem incluir cláusulas de segurança e responsabilidade sobre transporte de valores nos acordos e convenções coletivas de trabalho, obrigando empresas de um determinado porte a zelar pela segurança dos funcionários.
  • REGINA LEMOS - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Triste demais! Cada vez mais assaltos com roubos de malotes. As pessoas que levam não se precavêem do perigo. As lojas, por exemplo, mandam seus funcionarios uniformizados levando malotes, enquanto na minha opinião deveriam pelo menos trocar a blusa ou camisa. Essas empresas grandes que movimentam valores de importância deveriam contratar os carros fortes. Seria mais seguro para todos.
  • Alexandre Schuler - Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Nasci e me criei em Ijuí. Triste o que vem acontecendo nos últimos tempos em Ijuí.
  • Inocêncio Kalsing - Três Passos (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Isso é muito cruel ver essas barbaridades. Enqunto nós devemos entregar as armas, os bandidos andam solto com qualquer tipo de arma. Isso se chama direitos humanos. Onde estão os direitos dos cidadãos como nós que pagamos impostos para esses tipos de políticos corruptos que só aprovam as leis para os bandidos. Nós é que deveríamos andar armados e não eles. Cadê nossas armas, se nós usarmos, vamos presos, e os bandido onde estão. Isso é muito lamentável, é uma vergonha nacional.
  • Luis Matos - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    E o Carro Forte? Tudo bem que não se deve reagir, mas cadê o carro forte? Aposto que tem mais mercados em Ijui se utilizando da boa vontade dos funcionários para "poupar" com carro forte.
  • Haissa Appel - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Simone Chagas. Pelo jeito, você deve ter visto a cara do bandido e seria capaz de reconhecê-lo, num carro sem película.... O que torna o bandido um bandido, não é uma pelicula no vidro, nem um capacete na cabeça. A FAVOR DA PELÍCULA PARA A PROTEÇÃO!!! A FAVOR DE EMPRESAS DE SEGURANÇA PARA O TRANSPORTE DE MALOTES!!! A FAVOR DA VIDA SEGURA!!!
  • Fernando Lazzarotto - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Em Ijuí já temos pena de morte! Tivemos duas execuções em poucos dias. Só que são os marginais executando pais de família.
  • Elton Mattioni - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Mais uma vida ceifada por patrões egoístas. Será que irão sustentar a familia de seu funcionario Cebola por tamanha dedicaçao por anos aos mesmo. Será mais um que cairá no esquecimento.
  • Adriano Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Mais um assalto, não muda nada sempre na segunda-feira onde pega o movimento do final de semana, Sexta,,Sábado e domingo. Foi da mesma forma ao que ocorreu em meses anteriores com o assalto da COTRIJUÍ. Quase no mesmo horário 2 pessoas, um esperando e o outro de capacete fazendo o assalto. Estamos esperando uma resposta do serviço de investigação. Será que até agora se tem somente suspeitos. Está faltando mais empenho da segurança pública. Sabemos que temos bandidos na condicianal, temos estes aos quais somente pernoitam no albergue e durante o dia fazem barbaries. Tenho certeza que se tem um controle destes, se tem um grande controle da segurança em Ijuí.Com algum conhecimento adquirido nesta área de segurança, sabemos que para saberem o horario exato ao qual nosso amigo CEBOLA estava em deslocamento com o malote tem que haver um informante infiltrado ou ex-funcionario que conheça os passos. E pode ter certeza que não é somente estes dois que estão envolvidos, pelo menos mais uma ou duas pessoas. Meus sentimentos aos familiares. E para a segurança pública: tomem providência sobre estes acontecimentos. E que consigam colocar atrás das grades estes bandidos.
  • Adolfo Dobler - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Enquanto não descobrirem os informantes dentro dos estabelecimentos isso não acaba.
  • Dari Tschiedel - Augusto Pestana (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Pois é. A coisa está ficando dificil. Vejam só: Pessoas de bem desarmadas pelo poder público, enquanto os marginais não, eis que estão às soltas, matando em plena luz do dia. A polícia, por favor, além de se preocupar com a balada segura, deveria fiscalizar TODOS os automóveis, E ESPECIALMENTE OS MOTOCICLISTAS, para verificar se não estão portando armas, visto que em poucos dias ocorreram dois casos de assassinatos de pessoas de bem, praticados por marginais pilotando motos, veículos adequados para fuga rápida. E, em absoluto, não me perturbarei se em cada sinaleira estiver um agente público aplicando multas naqueles que não respeitam nada, avançam no sinal vermelho, ultrapassam tanto pela esquerda, quanto pela direita, assim por diante ... Até quando ...
  • Marcos Velasques - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Lendo alguns comentários eu fico a pensar. O Brasil é o país que mais gasta com políticos no mundo, o povo brasileiro é acomodado, espera tudo cair do céu. Quando acontece um fato como este, logo tenta procurar algum culpado,"porque a polícia faz isso, faz aquilo", vamos acordar. Políticos usurpam dinheiro público, e nós (povo brasileiro) discutimos mais sobre copa do mundo, músicas, etc. O Brasil continuará sendo essa vergonha se o povo não acordar e saber diferenciar o que realmente importa.
  • Edson Puhl - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Como todos já postaram, reclamações, tristeza, indignação,infelizmente tomamos essas atitudes após acontecer alguma tragédia. Dou uma ideia ao poder publico. Ja é o segundo caso com vitima, com certeza, do jeito que vai virão mais casos assim, onde motoqueiros cometem crime acabando com famílias, fora casos onde foram efetuados somente furtos. Minha ideia é a seguinte: o uso do capacete favorece o marginal, (tambem tenho moto) a lei para uso de capacete obrigatório teria que ser somente em BRs, daí acredito que os marginais não teriam mais essa vantagem de se esconder dentro de um capacete.
  • Caren Ribas - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    Da onde que já se viu, um funcionário ter que levar o malote de dinheiro de uma empresa para o banco. Isso é muita crueldade por ser um funcionario de muita confiança não tem dinheiro que se pague a vida dele. A família tem que ser muito bem indenizada e mesmo assim não vai trazer ele de volta, uma pessoa de grande competência. A polícia tem que continuar fazendo aquela operação que fizeram há pouco tempo. Mas prender os cabeça das quadrilhas. Meus sentimentos à família.
  • Tatiane Amarante - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Ter, 05 de junho de 2012

    E primeiro lugar, pêsames à família que é que mais sofre neste momento, que Deus conforte e dê forças para superar tamanha dor. Mas não posso deixar de me manifestar diante de tanta bobagem que leio aqui, como misturam os assuntos, culpar a segurança pública, dizer que não precisa de balada segura. Quanta idiotice! Então bêbados podem dirigir e até matar inocentes e serão menos bandidos que estes que dizimaram a vida deste cidadão? O que falta é cobrar das autoridades é educação, porque um povo educado não passa fome, não se marginaliza, não mata seu semelhante. Enquanto votarmos em políticos que se preocupam mais com seu bolso e não com a qualidade da educação dada ao povo, teremos que conviver também com a nossa culpa diante destes fatos, pois muito ainda irá se repetir, infelizmente. Portanto, não venham com conversa demagógica, não peçam para despir um santo para vestir outro. Sejamos cidadãos verdadeiros e saibamos escolher quem faz as nossas leis e controla nossas vidas, mas sem esquecer de nossas responsabilidades, que inclui: SE BEBER NÃO DIRIJA.
  • RAFAEL BECK DA ROSA - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Adeli de Souza. Além dos impostos absurdos que pagamos, você ainda sugere que pagamos por segurança privada? Os policiais não são adivinhos não, simplesmente cumprem ordens isso todos nos sabemos, então deve-se mudar as ordens, deve-se direcionar a nossa corporação para o trabalho o qual são treinados, acho um absurdo desperdiçar o talento e treinamento destes senhores para multar, para isso temos os fiscais de transito. Sem essa de desfilarem em suas caminhonetes empunhando suas armas em pleno centro nos finais de semana, é meio improvável que os marginais estejam com seus carros escutando som nas praças. Há o exército, que com treinamento urbano poderia auxiliar, e muito, na erradicação da violência. Mas infelizmente isso não depende de nós.
  • RAFAEL BECK DA ROSA - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Meus sentimentos à família deste senhor. Que Deus e os espíritos de luz iluminem sua passagem e sua família. Ressaltando um detalhe como já comentado por outros leitores. CHEGA QUE GASTAR O DINHEIRO PUBLICO PARA MULTAR, PRENDER E EM MUITOS CASOS TRANSFORMAR SIMPLES PASSEIOS DE PESSOAS QUE BUSCAM UM POUCO DE DESCONTRAÇÃO NOS FINS DE SEMANA EM AUTUAÇÕES, ETC. BALADA SEGURA? VAMOS CRIAR A SEMANA SEGURA. FAÇAMOS MUITAS BLITZ E VÁRIOS PONTOS DA CIDADE, MAS AO INVÉS DE PROCURAREM MOTORISTAS COM SINTOMAS DE EMBRIAGUES OU MUITAS VEZES AQUELES QUE SIMPLESMENTE TOMARAM UMA DOSE DE QUALQUER BEBIDA, VAMOS REVISTAR OS VEÍCULOS A PROCURA DE ARMAS, DROGAS. FAÇAMOS ABORDAGENS EM LUGARES INUSITADOS, NÃO CORRIQUEIROS, VAMOS NOS PREOCUPAR COM A SEGURANÇA, VAMOS EDUCAR O TRÂNSITO COM MEDIDAS EDUCATIVAS E NÃO PUNITIVAS PARA POSSÍVEIS INFRATORES.
  • Claiton Corrêa - São Sebastião do Caí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Não acreditei quando recebi a notícia desta tragédia. Grande amigo Cebola, você será lembrado hoje e sempre pela pessoa alegre, dedicada e acima de tudo UM GRANDE PROFISSIONAL. Que DEUS abençoe sua família, dando força, fé e conforto. Fiquem com DEUS.
  • Marcos Ely Oliveira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Bom, acho que está na hora do povo de Ijui se conscientizar que os tempos mudaram e a lei não dá conta do que está acontecendo como é no caso do Brasil todo. Mas Ijuí infelizmente deixou de ser só uma cidade do interior onde havia ladrões da galinhas e no contexto geral ficou muito ruim. Está na hora de começar a cuidar mais a maneira de fazer as coisas. Temos empresas especializadas em buscar grana nas empresas e os comerciantes que tem um movimento grande principalmente de vem usar deste serviço e deixar de ser mesquinhos com atitudes que a alguns anos atrás não tinha muito risco. E o povo em geral ficar alerta em faróis a noite e andar pelas ruas acho que me fiz entender pois vim de uma cidade grande em 1992 e andava pelas ruas de Ijuí na madrugada quando saia do meu trabalho sem problemas. Hoje não arrisco pois estou vendo que a coisa já chegou aqui, enquanto a lei não dá conta por problemas de politicagem, vamos mudar hábitos e ser mais cuidadosos.
  • Gerson Steinke - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Agora adianta bota a culpa no poder publico ou na policia, a responsabilidade é toda da empresa. Você teria coragem de mandar um funcionário de sua empresa sair na rua com valores? Seria pura ingenuidade.
  • Luciana Dagostini - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lmentável. Talvez as empresas de nossa cidade repensem o modo pelo qual se leva malotes ao banco. E existe "carro forte" que ajuda a proteger os funcionários dessas empresas que ficam expostos a tal violência. Já que está cada vez mais comum acontecer esse tipo de brutalidade com pessoas que são trabalhadoras, paga-se um pouco e poupam-se vidas.
  • Lauri Anivo Bergmann - Erechim (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Querido amigo e companheiro CEBOLA! Tu estás partindo desta vida, mas tenho certeza que DEUS terá um lugar para você lá no CÉU. Para quem te conhecia tu eras uma pessoa exemplar: amigo bem humorado, muito ético, muito trabalhador, bom pai e muito mais. ADEUS AMIGO. Pêsames e muita força à familia. Da família Lauri Bergmann.
  • Sandro Zientarski - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Infelizmente nossas autoridades ainda estão se preocupando com Balada Segura. Enquanto isso os bandidos ficam mais tranquilos para articular ou executar assaltos como esses. Cadê nosso direito como cidadão e empresários que pagamos altos impostos de ter segurança? Além de um caos isso é uma vergonha.
  • Juliano Gomes Weber - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Estamos a mercê da incompetência da justiça. Cumprem 1/6 da pena, isso quando são condenados. Não tenho dúvida nenhuma que este sujeito que assassinou é reincidente. Eles não ficam presos. Observem no Portal, façam seus testes, se pegar o nome dos marginais e fazer uma pesquisa, na maioria dos casos, existem várias notícias de cada uma deles e sempre estão soltos.
  • Sandro Maturano - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Concordo plenamente com a operação BALADA SEGURA. Mas Ijuí deve ter outra operação, que é: CIDADÃO SEGURO. Os mesmos esforços usados para fiscalizar carros e pessoas embriagadas, devem ser usados para prevenir atos de violência e criminalidade, que já estão tornando-se rotineiros em nosso município.
  • Carlise Stolz - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Bom, sejamos mais sensatos. A balada segura tem de haver, sim. Carros com vidros mais escuros que o permitido tem que combater, sim. Afinal é crime e consta em lei...Porém, acho que o policiamento em Ijui está precário. Único lugar que encontramos policiais é na Praça. Ora, se os PM's ficam só na praça, logo a bandidagem sabe onde é mais propicio cometer seu delitos. Devemos exigir sim, mais policiamentos nas RUAS, inclusive em bairros. A violência está se alastrando em Ijui e ninguém faz nada. Os crimes tem que acontecer para tomarem providência? Ou pior, crime esse em que o Cebola foi vítima tem ocorrido constantemente, mas vidas tem de se perder para atitudes serem tomadas? Que Deus possa confortar o coração da familia, colegas e amigos do Cebola, com quem trabalhei no Kuchak, funcionário dedicado e sempre de bem com a vida.
  • Fernando Santoni - Coronel Barros (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ao invés de fazerem balada segura, as autoridades tinham que fazer o povo seguro. Enquanto estão multando o trabalhador a noite e complicando com as pessoas por causa de insufilme, roda e som, os marginais estão assaltando, matando e traficando. Mas o mais fácil é tirar o dinheiro do povo do que combater o criminalidade.
  • Douglas Rafael - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    NCOMPETÊNCIA... Cadê os policias dessa cidade? Esses incapazes só sabem apreender carros com o licenciamento vencido ou películas. Não sei o que eles pensam se é isso que está matando. Ou eles estão com medo de quem mata cidadães de bem!!! Tolerância zero.
  • Eduarda Michalski de Vleiger - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Nossa que coisa triste, era o pai da minha colega. Que horror.
  • Samuel Desconsi - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É pra esse tipo de coisa que existem agências no estilo "Pro Segur". Irresponsabilidade do Supermercado.
  • Elemar e Lilian Mai - Maringá (Paraná)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Soubemos agora do ocorrido e estamos em "choque" com a morte do Cebola. Infelizmente, em mais uma cena de violência gratuita em nossas cidades (digo gratuita, pois um malote por maior que seja não justifica tamanho ato de violência). Um abraço a toda a sua família. De alguns amigos de Maringá/PR. Elemar e Lilian.
  • Paulo Henrique Mai - Maringá (Paraná)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamentável.
  • Ademir Cruz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Por que ao invés de fazer parque na pedreira não investem em câmeras nos principais pontos da cidade para inibir esse tipo de acontecimentos e outros que viram acontecer se o poder público não tomar providências.
  • Tenisa Kinalski - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Muito triste e revoltante ver Ijuí na mídia através de fatos tão crueis. Sentimentos à família de Carlos Afonso Petersen.
  • Marcos Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    O culpado é o mercado, mandaram o funcionário para o morte, com todo o dinheiro do fim de semana, até demorou para acontecer. Não querem gastar com uma empresa de segurança e resgate de valores. Daí mandam o funcionário para morrer pelo dinheiro. Aposto que nem câmeras de vigilância têm do lado de fora. À FAMÍLIA DO CEBOLA, garantam do futuro da esposa e filha.
  • MARCIO TRETER - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    ENQUANTO NOSSOS POLÍTICOS ESTIVEREM PREOCUPADOS EM APARECER EM "DANCINHA DE FAMOSOS", ENQUANTO DEVERIAM ESTAR RESOLVENDO ESSAS QUESTÕES DE SEGURANÇA, COMO VIMOS O NOSSO PREFEITO E ESPOSA, É ISSO QUE VAI CONTINUAR ACONTECENDO. ME ENVERGONHO DE CADA VOTO QUE FIZ NESSES POLITICOS INCOPETENTES QUE SÓ QUEREM FICAR MAMANDO NA PREFEITURA. GENTE, ESSE ANO TEM ELEIÇÃO E SOMOS DIRETAMENTE RESPONSÁVEIS. É DESSA FORMA QUE VAMOS MUDAR ALGUMA COISA EM IJUÍ.
  • Rudielino Deckmann - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Vamos se juntar aos bandidos? É mais seguro, eu acho eles tem muito poder. Se ficarmos do lado do bem e do trabalho e da policia estamos a mercê da morte a qualquer minuto. O jeito é se juntar a alguma facção criminosa de Ijuí. Existe algumas já aqui, vamos ter que nos unir aos bandidos. Assim seremos conhecidos deles e não vão matar nós!!!
  • FERNANDO RIBEIRO - PALMEIRA DAS MISSOES (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Tudo isso acontece porque em nosso país não se puni os delinquentes como deveria ser. PESSOAS QUE COMETEM ESSES TIPOS DE CRIME TERIAM QUE PAGAR POR SEUS CRIMES NA ÍNTEGRA. MAS ISSO NÃO ACONTECE. É UM TERÇO, UM QUINTO DE REDUÇAO E ASSIM POR DIANTE. PORQUE QUANDO O MARGINAL SAIR PARA ROUBAR E SABER QUE SE FOR PEGO VAI APODRECER NA CADEIA. AÍ SERIA DIFERENTE.
  • Everton Maia - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Diante do fato impactante abre-se a discussão sobre segurança. Uns acreditam que é seguro um indíviduo ingerir bebida alcoólica e dirigir, ótimo, mas se a notícia fosse: "MORTO MENIMO DE 6 ANOS ATROPELADO POR JOVEM QUE SAIU DE UMA BALADA EMBRIAGADO", talvez a Lei Seca e a sua aplicação fosse defendida. Como foi um latrocícinio defende-se a falta de ação dos órgãos de segurança pública. Não há como dispormos de um policial protegendo cada indivíduo. No caso em tela algumas medidas de segurança preventivas, da empresa, poderiam ter inibido ou dificultado a ação dos bandidos: - mudança da rotina do funcionário que efetua o transporte do malote com valores; - contratação de uma empresa de transporte de valores; - proibição a circulação de indivíduos usando capacete no interior do estacionamento do estabelecimento, o que traz segurança inclusive aos clientes. Que cada vida perdida não seja em vão, fiquem as lições aprendidas para evitarmos a perca de outras.
  • ROGERIO ADAMSKI - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    EXISTEM MUITAS EMPRESAS QUE MANDAM SEUS FUNCIONARIOS FAZEREM DEPÓSITOS NOS MESMOS HORARIOS, PELOS MESMOS CAMINHOS COM AQUELAS "SACOLINHAS". PELO AMOR DE DEUS, QUEREM ENGANAR A QUEM? CRIEM ALGUM TIPO DE CONVENIO COM OS BANCOS, COM EMPRESA DE SEGURANÇA. VAMOS TENTAR EVITAR ESSAS TRAGÉDIAS. O CEBOLA ERA PESSOA SÉRIA. PROVOU ISSO TENTANDO SALVAR O QUE NEM ERA DELE.
  • Francisco R. Lima - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Mais uma vez estamos lendo o relato de uma tragédia. Perdi um amigo, um irmão. Que Deus o esteja esperando de braços abertos. Francisco R. Lima e família.
  • Guido Tomm - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Vejam a coincidência: depois que foram enviados policiais militares para Porto Alegre, porque Ijuí era uma cidade "segura", começaram ou se intensificaram os assaltos em plena luz do dia em nossa cidade. Será que a avaliação feita foi correta? O que mais deverá ocorrer para que estes voltem e as autoridades se preocurem realmente com a segurança em nosso municipio?
  • EDSON CASTRO - BOA VISTA DO INCRA (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    INFELIZMENTE O MEU AMIGO CEBOLA FOI VÍTIMA DA GANÂNCIA DE ALGUÉM QUE ECONOMIZOU ALGUNS TROCADOS PARA NÃO PAGAR O TRANSPORTE SEGURO, ECONOMIA QUE CUSTOU A VIDA DE UM SER HUMANO! DEUS ABENÇOE ESSA FAMILIA!
  • Arlindo Gonçalves - Porto Xavier (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Uma Coisa Não Justifica Outra. Carro ou moto com alteraçõs deve ser parado, sim. Vá Entender, na minha Opinião a Polícia pára muito pouco os veículos e revista menos ainda. Acredito Que Com Mais policiais na Rua e Barreiras aleatórias todos os dias, com revista geral seria a solução. Mas se a Polícia assim o fizer vem gente aqui e diz que esta incomodando. Sou da antiga opinião: Quem não deve não teme. Policia Deve Parar, revistar e se preciso prender ou multar, SIM.. Acredito na Polícia ainda, por mais pouco que seja o seu salário, falta de gente, falta armamento, munição, etc. qEste Crime será solucionado, sim. E o assassino preso. Agora se vai ficar preso, eis a questão?
  • Annie F. M. Rysthmoeller - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Pois é, no mundo capitalista, consumista, cruel, perverso, em que poucos se fazem e ostentam SOBRE a exploração, miséria da grande massa de seus semelhantes, não há muito que se admirar. Se essa estrutura que prolifera fome, miséria e por consequência a violência, por sí só deveria causar indigação e revoltas. Mas a poucos injuria e, a outra grande parte também busca formas e meios de se locupletar. Então...mais gente, pais de família, etc., continuarão pagando com suas vidas. Mas uma única fórmula poderá AMENIZAR a situação terrível que a sociedade brasieira está afundada. A fórmula se chama EDUCAÇÃO, MAS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE EFETIVAMENTE. Com educação de qualidade para todos, não será necessário tanto investimento e o caos que vivemos na saúde, na segurança, etc., etc., etc. Mas há políticos, empresários (sobretudo da área da saúde) gostariam e lutariam por isso? EDUCAÇÃO não gera lucro como a doença, a morte...isso é o capitalismo. Por outro lado, este é um típico exemplo da exploração do trabalhador e da ganância dos "pobres" empresários. Para quê contratar a coleta de valores por uma empresa especializada. Vamos "economizar". Tá aí!
  • Rosane Santos - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Pois é, estamos em ano de eleições municipais e diante de tanto fatos absurdos acho que é hora de ver realmente o que nos oferece os ilustres dirigentes e autoridades municipais. Obras e mais obras mas em relação a segurança o que nos oferecem? Afinal de contas, bandidos não pagam multas e nem impostos e de quebra até são capazes de votar. É hora de pensarmos bem, pois estamos profundamente abalados e inseguros.
  • Elivelton Diego kramatscheck - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Engraçado! Dias atras estavam fazendo balada segura noturno na frente do Supermercado Kuchak, só para pegar carros com peliculas...com som...gente que saiu para se divertir e bebeu um pouco...só por que sabem que com isso ganham dinheiro fácil...agora para fazer uma balada segura de dia na frente dos estabelecimentos grandes, isso não fazem... Se Continuarem nessa onda dos carros serem mais importantes do que os marginais, daqui para frente os resultados continuaram sendo muito piores.
  • Marilene Pereira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Está na hora de colocar um carro forte pois o Cebola perdeu a vida e os donos a manhã reabram as portas novamente do supermercado e esquecem que perderam um funcionário porque já tem outro para por no lugar dele. Está na hora de valorizar mais os seus funcionarios. Não só valorizar depois que acontece algos doloroso.
  • Marcio Cordeiro - ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Um absurdo o que está acontecendo. Enquanto se preocupam só em multa as pessoas que andan em plena cidade de carro, esquecem que tem coisas bem piores acontecendo (balada segura). E o resto? Não precisa ser seguro.
  • PAULO RICARDO SANTOS - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Nessas horas tentamos achar culpados para tudo.... Eu poderia muito bem dizer que uma grande parcela de culpa também fica por conta dos proprietários do mercado, que para economizarem e aumentar ainda mais seus lucros, expõe a risco a vida de um funcionário, sem qualificação alguma para transporte de valores, sem colete a prova de balas, sem arma. Assim não precisando custear uma empresa de transporte de valores, especializada no assunto. Ora meus amigos, todos sabem que nenhum ladrão decide: hoje vamos assaltar o malote do Kuchak .... eles estudam muito tempo a ação, agem com apoio de seguranças, com conhecimento de pessoal e rotinas. Não vamos culpar o mundo. Vamos acreditar que nossa polícia vai conseguir mandar para traz das grades os verdadeiros culpados por esse crime absurdo e idiota. Os verdadeiros culpados são: o marginal que puxou o gatilho e o outro marginal que pilotava a motocicleta da fuga. E QUE ESSA TRÁGICA MORTE SIRVA DE ALERTA PARA OUTRAS EMPRESAS DE IJUÍ. PAREM DE ARRISCAR A VIDA DE SEUS FUNCIONÁRIOS PARA ECONOMIZAREM UNS TROCADOS, OU ENTÃO OS PROPRIETÁRIOS QUE LEVEM O MALOTE. POR QUÊ NÃO?
  • MARIA ELISABETE SEVERO SERVES - Passo Fundo (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Fiquei muito triste com essa notícia depois de saber que foi com uma pessoa trabalhadora, uma pessoa que se dedicava totalmente pela empresa. Trabalhei com ele quando o Kuchak era na baixada da Rua do Comércio. Era um ótimo chefe. Que Deus abençoe e conforte sua família nessa hora tão difícil. Fico triste de saber que Ijuí está se tornando uma cidade perigosa.
  • Danyel Barbosa - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Penso que ... grande parte do que esta acontecendo em nossa cidade, é devido a construção da conhecida 'MODULADA'. Em seus arredores moram varios familiares dos apenados que por sua vez pouquissimos trabalham. Em resumo, vivem de que? De barbaridades igual a que aconteceu hoje. Meus pêsames à familia! Espero que o dono do Supermercado mude o pensamento e contrate suporte na área de segurança para ele e para seus clientes!
  • Wanderson Mello - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Cadê a nossa polícia. Mais um trabalhador se vai, morto em seu trabalho! E as autoridades,nada a faser, com certesa as promessas por dias melhores virão logo. Outubro está chegando. E as autoridades estão satisfeitas que as 'baladas estão seguras', o importante são as baladas o resto SOMOS NÓS.
  • Rodrigo Martins - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Vejam bem. Esse é o segundo assassinato que ocorre em Ijuí num curto espaço de tempo. Infelizmente todos nós vamos nos acovardar pra essa situação e nos acostumar com esse tipo de fatalidade. Podem ver que ninguém mais se espanta com assaltos em lotéricas ou até mesmo roubo de malotes que estão com os funcionários indo aos bancos. Situações essas que estão acontecendo quase que seguidamente. Uma pena que apenas escrevemos aqui nossa indignação (e me incluo nisso tambem). Precisamos nos mobilizar e ir em busca de soluções com quem tem o poder de fazer algo imediatamente na nossa segurança. Sindicatos, associações, empresas, cooperativas, comércio, vereadores, etc, etc, deveriam exigir uma audiência com a prefeitura e brigada pra montar um plano de açao para ontem. Do jeito que está não tá dando mais pra aguentar.
  • JORGE PALHARINI - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Olha acabei de ir a mais um velório e ver filhos chorando em cima de um caixão de pai morto por marginais. Há um pouco mais de um mês tivemos a morte do Jorge Furlaneto, lembram? Até agora nada do bandido. E hoje mais um grande crime. Quando vamos parar de ver isto? SERÁ QUE SE FOSSE UM FILHO De UM GRANDE POLITICO OU REPRESENTANTE CHORANDO NUM VELÓRIO DO PAI MORTO AS COISAS IRIAM FICAR ASSIM? Me vejo revoltado de tanto pagar imposto. Para que SEGURANÇA, EDUCAÇÃO, SAÚDE. VAMOS PARAR DE MENTIR POR FAVOR OU SERÁ MAIS UMA MORTE PARA SER LEMBRADA. SINTO MUITO PENA ATÉ DA NOSSA HONROSA BRIGADA E POLICIA CIVIL, POIS VONTADE NÃO FALTA. O QUE ELA PRECISA É DE CONDIÇÕES PARA TRABALHAR. A REALIDADE É QUE TIVEMOS QUE DEVOLVER AS ARMAS PARA ARMAR MARGINAIS A MANDO DA LEI DE ALGUNS PODRES POLÍTICOS.
  • AIRTON CARVALHO - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Penso que essa falta de segurança na nossa cidade, tem sim explicação. Uma delas é que o efetivo de policiais de Ijuí está reduzido. Vários policiais foram deslocados para a capital do estado para cuidar da segurança daquela região. Deixando várias cidades do interior a mercê de marginais, que estão fazendo o que bem entendem. Vejam a notícia do dia 14 de maio: 29º BPM de Ijuí perde 14 brigadianos para a Região Metropolitana - Segunda, 14 de Maio de 2012. "Maioria dos PMs atua no município de Alvorada desde sexta-feira, 11. Foram deslocados a Porto Alegre e Região Metropolitana militares que trabalhavam na Sede do Batalhão, em Ijuí, e nos municípios destacados". Os 200 policiais militares transferidos do interior do Rio Grande do Sul, selecionados para integrar a força-tarefa criada para combater a onda de assassinatos na Capital e região Metropolitana, já estão em Porto Alegre. Desde as 17h30 desta sexta-feira, 11, os PMs patrulham nas ruas da Capital e também em Viamão, Alvorada, Cachoeirinha e Gravataí. Os PMs foram deslocados de 40 cidades gaúchas, entre elas, Santa Maria, Passo Fundo e Santo Ângelo, que perderam o maior número de brigadianos. O reforço do efetivo está previsto para ocorrer durante os próximos dois meses, podendo ainda ser prorrogado por mais 60 dias. Os 14 PMs da Sede do 29º BPM de Ijuí e frações destacadas atuam em Alvorada. Muitos deles viajaram contra a própria vontade. O valor da diária gira em torno de R$ 50 reais, o que não cobre os custos dos militares. A Secretaria da Segurança Publica informa que após os dois primeiros meses, se for necessário, vai prorrogar a ação para que outros policiais militares sejam remanejados e passem pela experiência.
  • JUAREZ OSORIO - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    De tudo que eu li aqui isso e muito indignante para nos maoradores de Ijuí. O que aconteceu é muito horrível. Nossa cidade está muito marginalizada, cadê a policia nessas horas? Cadê as autoridades que nnão investe recursos em vigilançia. Isso é irritante para todos as pessoas de bem como esse trabalhador que foi morto trabalhando. Não tem palavras que vão mudar isso o que aconteceu. Nós precisamos de segurança e não segurança de balada, mas segurança desses marginais que estão soltos por aí. QUE DEUS ABENÇOE ESSA FAMÍLIA.
  • Débora Machado - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Será que este mundo ainda tem solução? As pessoas estão cada vez mais irracionais, a vida está sendo trocada até mesmo por centavos... É necessário que este mundo acabe e talvez, eu disse talvez, se todos nascermos novamente sermos evoluidos o suficiente para que não haja tanta violência, tanta dor? Que Deus abeçoe a família daquele que se foi, pois essa dor nunca passa.
  • Roque Moura - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É lamentável o que aconteceu hoje! Mas é impressionante a falta de preocupação por parte da direção destas empresas em relação a segurança de seus funcionários. Tantos outros fatos semelhantes já aconteceram em Ijuí. Será que não deveriam fazer uma observação detalhada em torno do local antes de sair alguém com um malote de dinheiro? E a segurança da pessoa como fica? Já está mais que na hora do dono do mercado Kuchak colocar CÂMERAS DE MONITORAMENTO, no estacionamento pelo menos em respeito e consideração às centenas de clientes. Outros estabelecimentos de grande circulação de pessoas deveriam refletir sobre o assunto. Não é esperar que só a Polícia tenha esta preocupação.
  • Haissa Appel - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Gente, por favor; a polícia não tem como estar em todos os lugares ao mesmo tempo, ainda mais com o baixo efetivo que possui no momento. Tirar capacetes da zona urbana.. ótimo, então, quem terá o baixo efetivo para atender a demanda de ocorrências será o SAMU e o Corpo de Bombeiros. Ijuí não é mais a colônia que era a 60 anos atrás. Tá na hora dos comerciantes perceberem isso e pararem de achar que podem sair a rua com malote de dinheiro. Mudem horários, não o façam todos os dias no mesmo horário e pela mesma pessoa; isso são regras básicas de segurança... Se eu sair na rua, cheia de jóias, acham que não serei assaltada? Aí claro, fica fácil colocar a culpa no policiamento. Tá na hora de ensinar o povo a se portar como em cidade grande: bolsas usadas na transversal, sem jóias, sem dinheiro à mão; malotes entregues ao banco sem uma sequência lógica de dias e horários. As películas nos vidros servem também como proteção, e acho ridículo que queiram remover. Eu por exemplo, não vou expôr o interior do meu veículo e mesmo, se ando sozinha ou com alguém... Mudem o comportamento se querem exigir uma cidade com menos violência.
  • ADELI DE SOUZA - ITAJAI SC (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    QUE HORROR, MUITA TRISTEZA SABER QUE MAIS UM TRABALHADOR PERDE A VIDA PELAS MÃOS DESTES LADRÕES, ASSASSINOS, MONTROS SEM CORAÇÃO. SERÁ QUE ELES NÃO TEEM FAMILIA? "PALAVRA DE DEUS, TUDO O QUE PLANTAMOS É CERTO QUE VAMOS COLHER EM DOBRO, SE PLANTAMOS VENTO VAMOS COLHER TEMPESTADE". E SEMPRE AS PESSOAS CULPAM A POLICIA, COMO QUE ELES SEJAM OS CULPADOS DAS DESGRAÇAS QUE ACONTECEM. A POLICIA NÃO É UM GÊNIO, ELES SÃO SERES HUMANOS LIMITADOS, NÃO PODEM ESTAR EM TODO O LUGAR AO MESMO TEMPO, ELES NÃO ADIVINHAM ONDE A BANDIDAGEM VAI DAR O GOLPE. SE OS POLICIAIS FOSSEM ADIVINHOS MUITOS DESTES VALOROSOS HERÓIS NÃO TERIAM TAMBÉM PERDIDO A VIDA HONRANDO A FARDA. MUITAS VEZES SAINDO PARA O TRABALHO PARA MANTER O BEM ESTAR E A SEGURANÇA DA COMUNIDADE, "DAS SUAS CIDADES", PARA PODER SUSTENTAR AS SUAS FAMILIAS, SEM SABER SE VÃO RETORNAR COM VIDA PARA O CONVIVIO DA SUAS FAMILIAS. EM VEZ DE CRITICAR A POLICIA QUANDO ACONTECE UMA DESGRAÇA DESSAS TEMOS QUE ORAR MUITO POR ELES, ELES TAMBÉM SÃO SERES HUMANOS QUE TEEM QUE ESTAR COBERTOS DE ORAÇÃO, EM VEZ DE CRITICAS. OS BANDIDOS SÃO ESPERTOS, PRIMEIRO SONDAM O LOCAL E AONDE ELES ACHAREM FACILIDADE ELES ATRACAM SEM PENA NEM DÓ. A VIDA DO SER HUMANO PARA ELES NÃO TEM VALOR NENHUM. QUEM TRABALHA COM MÃO ENGANOSA NUNCA PROSPERARÁ. ESTAS CRUELDADES QUE ESTES SELVAGENS COMETEM NUNCA VAI TRAZER PROSPERIDADE A ELES, SÓ MALDIÇAO. DEUS É JUSTIÇA! OS ESTABELECIMENTOS ONDE GIRA DINHEIRO TINHAM QUE TER OS SEUS PRÓPRIOS SEGURANÇAS NAS PORTAS E NOS ESTACIONAMENTOS 24 HORAS POR DIA. ASSIM TERIA MAIS SEGURANÇA PARA OS CLIENTES E FUNCIONÁRIOS, SÓ ASSIM DIMINUIRIA A AÇÃO DESTES BANDIDOS SANGUE FRIO QUE ALÉM DE ROUBAR O QUE É DO PRÓXIMO AINDA TIRAM A VIDA DE INOCENTES TRABALHADORES, QUE TRABALHAM PARA SUSTENTAR AS SUAS FAMILIAS. O QUE NÃO DÁ PARA ACONTECER É A VIDA DE UM FUNCIONÁRIO FICAR EXPOSTA, SEM SEGURANÇA SER CEIFADA POR BANDIDOS, COMO ACONTECE QUASE TODOS OS DIAS. CONCORDO PLENAMENTE COM A PENA DE MORTE NO BRASIL. ASSIM ESTES ASSASSINOS IAM PENSAR DUAS VEZES ANTES DE COMETER ESTAS BARBARIDADES. SE OS EMPRESÁRIOS CONTRATASSEM SEGURANÇAS IA HAVER MAIS RESPEITO DA PARTE DESTES MONSTROS ASSASSSINOS E IA TER MAIS TRABALHADORES EMPREGADOS.
  • Marcio Roberto De Paula - Catuípe/Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Infelizmente muitas pessoas são assim, monstruosas, não tendo temor de Deus, nem mesmo amor em suas vidas, praticando todo o tipo de barbáries. Meus sentimentos aos familiares e que Deus amenize suas dores.
  • Gilberto Dias da Cruz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Cebola, tu era um irmão para mim. Minhas sinceras condolências. Vou sentir muito a sua falta, meu grande amigo. Que Deus dê forças para a sua família, meu colega de vendas, meu amigo e irmão. Descanse em paz juntinho de Deus.
  • Mônica Skalski Bignol - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Conheci o Cebola, quando trabalhava no Super Kuckak, há mais ou menos dois anos. Era uma pessoa muito querida! Vá em PAZ, que o Senhor Nosso Deus, te acolha de braços abertos!!! Meus sentimentos à toda sua famílía.
  • Miriam Herman - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Não dá para acreditar que mais um crime aconteceu em nossa cidade. Cada dia que se passa a insegurança toma conta de nossa rotina. Esperamos que não seja mais um crime em impune.
  • Jéssica Grade - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Meus pêsames à família, mas alguém já parou para pensar que pode ter havido um pouco de ignorância da parte do Supermercado? Afinal, deixar um funcionário sair com uma quantia tão grande de dinheiro sem uma escolta policial? Temos um ponto da Brigada no meio da nossa cidade, ali bem pertinho na praça, já estamos cansados de saber que estão a solta em nossa cidade ladrões que estão indo atrás desses "malotes". Pois não faz muito tempo que assaltaram o da farmácia ali do lado da loja America. Esses dias também o que levava o malote da loja Quero- Quero. Se existe bandido, vamos nos prevenir e assim evitar mais desgraças desse tipo. Nossa segurança está precária, mas não vai ser de uma hora para outra que isso vai mudar. E só falar não adianta nada!
  • Ricardo Adamy - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É lamentável o que aconteceu, a gente fica quase sem palavras nessa hora, triste ver mais uma família dizimada. Fica o meu abraço e meus sentimentos à esposa e filhos do Carlos (Cebola), uma pessoa querida no meio comercial, um cara pacato, exemplo de profissional, sempre na dele. Que Deus possa confortar todos os familiares, amigos e colegas!!!
  • ADELI DE SOUZA - ITAJAÍ (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    QUE HORROR, MUITA TRISTEZA SABER QUE MAIS UM TRABALHADOR PERDE A VIDA PELAS MÃOS DESTES LADRÕES, ASSASSINOS, MONTROS SEM CORAÇÃO. SERÁ QUE ELES NÃO TEM FAMILIA? "PALAVRA DE DEUS, TUDO O QUE PLANTAMOS, É CERTO QUE VAMOS COLHER EM DOBRO. SE PLANTAMOS VENTO, VAMOS COLHER TEMPESTADE". E SEMPRE AS PESSOAS CULPAM A POLICIA, COMO QUE ELES SEJAM OS CULPADOS DAS DESGRAÇAS QUE ACONTECEM, A POLÍCIA NÃO É UM GÊNIO. ELES SÃO SERES HUMANOS LIMITADOS. NÃO PODEM ESTAR EM TODO O LUGAR AO MESMO TEMPO. ELES NÃO ADIVINHAM ONDE A BANDIDAGEM VAI DAR O GOLPE. SE OS POLICIAIS FOSSEM ADIVINHOS MUITOS DESTES VALOROSOS HERÓIS NÃO TERIAM TAMBÉM PERDIDO A VIDA HONRANDO A FARDA. MUITAS VEZES SAINDO PARA O TRABALHO PARA MANTER O BEM ESTAR E A SEGURANÇA DA COMUNIDADE DAS SUAS CIDADES PARA PODER SUSTENTAR AS SUAS FAMILIAS, SEM SABER SE VÃO RETORNAR COM VIDA PARA O CONVÍVIO DA SUAS FAMILIAS. EM VEZ DE CRITICAR A POLÍCIA QUANDO ACONTECE UMA DESGRAÇA DESSAS, TEMOS QUE ORAR MUITO POR ELES. ELES TAMBÉM SÃO SERES HUMANOS QUE TEM QUE ESTAR COBERTOS DE ORAÇÃO EM VEZ DE CRITICAS. OS BANDIDOS SÃO ESPERTOS, PRIMEIRO SONDAM O LOCAL E ONDE ELES ACHAREM FACILIDADE ELES ATACAM SEM PENA, NEM DÓ. A VIDA DO SER HUMANO PARA ELES NÃO TEM VALOR NENHUM. QUEM TRABALHA COM MÃO ENGANOSA NUNCA PROSPERARÁ. ESTAS CRUELDADES QUE ESTES SELVAGENS COMETEM NUNCA VAI TRAZER PROSPERIDADE A ELES, SÓ MALDIÇAO. DEUS É JUSTIÇA! OS ESTABELECIMENTOS ONDE GIRA DINHEIRO TINHAM QUE TER OS SEUS PRÓPRIOS SEGURANÇAS NAS PORTAS E NOS ESTACIONAMENTOS 24 HORAS POR DIA. ASSIM TERIA MAIS SEGURANÇA PARA OS CLIENTES E FUNCIONÁRIOS. SÓ ASSIM DIMINUIRIA A AÇÃO DESTES BANDIDOS SANGUE-FRIO QUE ALÉM DE ROUBAR O QUE É DO PRÓXIMO, AINDA TIRAM A VIDA DE INOCENTES TRABALHADORES QUE TRABALHAM PARA SUSTENTAR AS SUAS FAMILIAS. O QUE NÃO DÁ PARA ACONTECER É A VIDA DE UM FUNCIONÁRIO FICAR EXPOSTA, SEM SEGURANÇA SER CEIFADA POR BANDIDOS COMO ACONTECE QUASE TODOS OS DIAS. CONCORDO PLENAMENTE COM A PENA DE MORTE NO BRASIL. ASSIM ESTES ASSASSINOS IAM PENSAR DUAS VEZES ANTES DE COMETER ESTAS BARBARIDADES. SE OS EMPRESÁRIOS CONTRATASSEM SEGURANÇAS IA HAVER MAIS RESPEITO DA PARTE DESTES MONSTROS ASSASSSINOS. E IA TER MAIS TRABALHADORES EMPREGADOS.
  • FABIO EDUARDO CATANI - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Meus sentimentos à toda a família e amigos. Cebola, grande amigo, sempre fazendo piada, infelizmente mais uma vida ceifada de forma brutal. Que Deus dê força à familia. A propósito, concordo com operações como a Balada Segura, mas vamos dar a devida prioridade. Dois crimes brutais em 30 dias. Onde vamos parar?
  • Fabio Smaniotto - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Cebola foi um grande amigo meu. Até quando isso meu Deus!!! Sem palavras. Descansa em paz, Cebola. E que o Senhor JESUS conforte o coração de toda a familia. Amém!!!
  • Tainá Oliveira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Eu acho que a segurança tem que mudar muito. Mas isso não vai alterar nada para esse tipo de pessoas baixa que não tem noção da dor que a familia sente ao perder uma pessoa tão especial!!! Só espero que a JUSTIÇA seja feita, pois para os familiares a dor nunca irá diminuir. Meus sentimentos para a Família. Que Deus as ilumine pois precisarão de muita força nessa hora!!!
  • Carlos Augusto da Silveira de Jesus - Curitiba (Paraná)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamento tamanho despreparo das autoridades responsáveis pela segurança pública em Ijuí. Aliás: Um milhão de vezes lamentável.
  • Fabio Rodrigo Franzen - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    As pessoas de bem, pais de família, trabalhadores, esportistas, não podem ter armas de fogo!!! Os bandidos sim, estes estão fortemente armados. Sou a favor da Balada Segura, mas também a favor de pente fino neste motoqueiros. Pois são poucos trabalhadores e muitos oportunistas.
  • Cezar Schaefer - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Sugestão ao policiamento ostensivo: Quem sabe se pararem as motos com dois tripulantes isso viria a diminuir os índices de assaltos, seria só trabalho de fiscalizaçao. Vou ao trabalho de moto todo dia e meu filho vai junto, com certeza, eu não me incomodaria com isso, pois ando sempre em dia e com certeza quem estiverem dia não vai se importar se for pela segurança de todos. Vale a dica, quem sabe melhora.
  • CLARICE FERNANDES - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    MAIS UM PAI DE FAMILIA, UM TRABALHADOR, UMA PESSOA HONESTA, POIS DIA DAÍ FIM DE SEMANA, FERIADOS SEMPRE TARABALHANDO E PERDE A VIDA ASSIM POR NADA. MAIS UMA CRIANÇA SEM PAI. QUANTOS MARIDOS, PAIS DE FAMÍLIA TENHAM QUE PERDER A VIDA POR INSEGURANÇA. O QUE DIZER A ESTA FAMILIA DESTRUÍDA POIS A DOR SERÁ ETERNA.
  • SARA BARCELOS - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Pois é, mais uma vitima, pai de familia, trabalhador que morreu por mais uma irresponsabilidade de EMPRESA, que DEU A VIDA POR UMA EMPRESA QUE LOGO VAI ARRUMAR OUTRO PARA FAZER ESTE TRABALHO. Quando as empresas vão se conscientizar do risco que seus funcionários correm saindo com tanto dinheiro na rua. Quantos mais terão que ser assaltados ou mortos? Que culpa tem a polícia se as empresas facilitam para os bandidos? Tá na hora de alguma coisa ser feita. Esta situação é INTOLERÁVEL!
  • Darlan rodrigo Da Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Isso é culpa dos próprios donos de estabelecimentos que mandam os funcionários levarem os malotes só para não ter gastos com seguranças. Existem empresas para isso!!! Que vergonha!!!
  • Loreni Paslauski - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Os assaltos com motocicletas têm ocorrido quase que diariamente em Ijuí a estabelecimento comerciais. Está na hora de ser pensado em estratégias para coibir estes assaltos. Os estabelecimentos deveriam também se prevenir uma alternativa seria o dinheiro ser recolhido pelos carros que transportam valores (carro forte) como ocorre nos bancos. Senão infelizmente estas bárbaries continuarão tirando vidas de pessoas inocentes somente para roubar.
  • Paulo Rotthues - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Levar dinheiro por conta para o banco isto é coisa de patrão pão duro. Não sabem que tem carros fortes para isto. Semana que vem contrata um carro forte para recolhendo o dinheiro do mercado. A que custo, a vida de seu fiel funcionário. Acredito que este elemento que matou seja ex-presidiário ou está na condicional. Não temos leis firmes, juizes e delegados que pouco se importam com as pessoas ou a comunidade. BANDIDO É NA CADEIA E POR UM LONGO TEMPO.
  • Rafael Alves - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Muito bem lembrado, caro amigo Fernando Bohn. Onde estão os Direitos Humanos?
  • Marlon Treter - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Não vejo ninguém criticando o juiz que solta o vagabundo após a Brigada prender, a civil lavrar o flagrante e o bandido ser posto na rua pelo "poder judiciário".
  • Rodinei Souza - Santo Ângelo (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Hoje as autoridades estão se preocupando com películas em veículos , que são utilizadas para nossa segurança ou para proteger nossos carros em possíveis roubos de bens materiais e para proteção dos raios solares. No entanto estão esquecendo do policiamento ostensivo que certamente nos daria mais segurança!!! Também acho que empresas como essa deveriam de ter um tipo de recolhimento de malote via carro forte, onde estão profissionais preparados e os valores segurados. Obrigado.
  • JESSICA THAIS RONSANI - IJUI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    MEUS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES DA VÍTIMA. ESPERAMOS QUE A JUSTIÇA QUE TEMOS EM IJUÍ SEJA FEITA.
  • Nilson Denardi - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Infelizmente, a nossa cidade está cada vez mais apropriada aos marginais. Primeiro é esta Modulada Estadual, que desde quando foi instalada a nossa segurança começou a mudar para pior. Outro fator que ajuda a ação dos marginais são nossas ruas, porque as que são asfaltadas a cada 30 ou 50 metros um senhor quebra molas. E as que não tem asfaltos são quase intransitáveis para carro. Daí eu pergunto? Quem leva a melhor numa situação dessa? A polícia com seus automoveis com vários anos de uso, ou uma moto que está na mão de um delinquente? Se continua dessa maneira pode haver um policial em cada esquina que não vai resolver o nosso problema de segurança.
  • Eduardo Lucchese - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Qual a culpa da polícia em casos como esse? Segurança pública passa longe de ter um PM em cada esquina. Segurança pública se faz com educação e oportunidade no mercado de trabalho para tirar cada vez mais pessoas da criminalidade. Concordo que em alguns aspectos o nosso Código Penal peca. Abordando a história por outro lado, como é que o Kuchak, sendo um mercado do tamanho que é, deixa um funcionário levar ao banco toda a movimentação do fim de semana? Existem empresas que fazem justamente esse trabalho, inclusive com seguro sobre o dinheiro em caso de roubo. Mas agora que o fato já aconteceu, cabe a nós lamentarmos a morte de mais uma pessoa de bem. E trabalhar para evitar casos parecidos no futuro.
  • Jair Ceretta - Araxá (Minas Gerais)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Mais uma morte absurda em Ijui! Mesmo longe estou acompanhando as notícias de minha terra natal. Morreu uma pessoa que estava zelando pelo patrimônio dos outros e tentou salvar o dinheiro que não vale uma vida. Meus pêsames à familia do Cebola.
  • Mário Oliveira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Há vários fatores que devem ser observados em situações como essa. Um crime bárbaro como esse não pode servir de desculpa para quem acha que não se deve fiscalizar quem dirige embriagado. A violência em Ijuí aumentou muito após o "presente" (Modulada) nos deixando pelo ex-Governador Antônio Brito. Empresas que movimentam grandes quantias em dinheiro precisam investir em segurança. O recolhimento de valores elevados deve ser feito por carro-forte.
  • Alexandre Franco - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Estamos vulneráveis ao bandidos. Eles estão achando fácil matar. A sociedade quer uma resposta em relação ao Jorge e agora o Cebola. Queremos resposta imediata da polícia. Não é prendendo um que outro que se mostra trabalho, Tem que prender esses bandidos!
  • Claudiomiro Medeiros - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ao verem tantas notícias no mesmo assunto, as pessoas que realizam este tipo de serviço, devem também tomar o máximo de cuidado já que não temos tanta segurança disponível por parte do poder público. Fiquem atentos.
  • Claudio Ribeiro - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Gostaria de saber o porquê das viaturas da BM estarem somente paradas nas esquinas? Para essa pergunta gostaria de saber a resposta. Tenho um estabelecimento comercial movimentado na cidade, e pelo que estou sabendo os carros da polícia não podem rodar para fazer policiamento preventivo. Aí acaba acontecendo essas tragédias. Meus pêsames à familia.
  • Diogo Jaques - Balneário Camboriú (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Aqui em Balneário Camboriú, tem a guarda municipal que ajuda em muito na segurança. Em 1 ano de atuação a criminalidade caiu bastante na cidade. Seria uma boa ideia implantar esse sistema de segurança em todas as cidades. Assim os municipios não dependeriam somente dos estados que pouco fazem. Deus abençoe a família.
  • Jailson Berwanger - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Enquanto o uso de capacetes em motos na cidade for obrigatório, a identificação destes assassinos é impossível.
  • Tobias Idalencio - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    CONHECI MUITO BEM O "CEBOLA", PESSOA TRABALHADORA QUE ERA. CHURRASCO JUNTO JÀ COMEMOS, UMA PESSOA E UM PROFISSIONAL EXEMPLAR. SINTO MUITO MESMO E GOSTARIA DE COMENTAR SOBRE NOSSA SEGURANÇA. AS PESSOAS QUE SE DIZEM ESTAREM PROTEGENDO A CIDADE, OS CIDADÕES IJUIENSES, QUE PAREM E SE "ORGANIZEM", PELO AMOR DE DEUS! ESTÁ AÍ A PROVA DE UMA PREOCUPAÇÃO DE BALADA SEGURA, CONCORDO, TEM QUE TER SIM, O QUE É CERTO É CERTO. MAS VAMOS ACORDAR PESSOAL DA BRIGADA E ESTÁ NA HORA DE COMEÇAREM A NOS SEGURAR QUE É PARA ISSO QUE ESTÃO SENDO PAGOS E DEIXEM OS AZUIZINHOS QUE SE VIREM COM MULTAS. E VAMOS TRATAR DE TRABALHAR EM BUSCA DE PRENDER ESSE TIPO DE PESSOA E COMO MEU AMIGO ACIMA COMENTOU,"FERNANDO BOHN",E AGORA QUERO VER SE CHEGAREM PRENDEREM ESSES ... SE IRÃO DEFENDEREM OS MESMOS NO PRESÍDIO. ESSE TIPO DE GENTE PARA MIM NEM DEVERIA SER PRESO. PARA MIM O LUGAR É COLOCAR EM UMA GAIOLA NO MEU DO MATO, PORQUE ISSO É CUISA DE BICHO DO MATO. POR FAVOR, AUTORIDADES RESPONSÁVEIS, POLITICOS, BRIGADIANOS, FAÇAM ALGUMA COISA PORQUE IJUI ESTÁ FICANDO COMPLICADO. SE ESPELHEM NO PESSOAL DO RIO DE JANEIRO. BASTA QUERER E AGIR. CEBOLA, FIQUE COM DEUS. ENVIO DE CORAÇÃO UM DESEJO DE DESCANÇO EM PAZ. E Á FAMÍLIA, UMA FORÇA DO TAMANHO DO MUNDO A VOCÊS. FORÇA PESSOAL. OS IJUIENSES ESTÃO DE OLHO NAS AUTORIDADES.
  • Alfonso Luis Bonetti - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É, algo que nunca imaginamos que irá acontecer. Uma pessoa exemplar e querida acontecer isso deixa todos nós chocados. Nossos pêsames à essa grande família. Quanto a cidade, eu sendo um ijuiense, vejo que o pessoal já começou a organizar as "Baladas Seguras" e que está muito bom inclusive. Mas agora comecem a organizar uma equipe e criem o "Dia Seguro", onde vocês vão proteger as pessoas que andam nas calçadas, nos estabelecimentos, no comércio. Comecem a focalizar nisso agora, pois já está virando rotina perder pessoas queridas e honestas neste nosso Ijuí.
  • Gílvon DeVlieger Ferreira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    As pessoas que falam mal da balada segura, por certo, nunca tiveram em suas famílias vítimas de trânsito que em sua maioria perdem a vida pela inconseqüência de badaleiros embriagados. É obvio que um crime como o que aconteceu com o funcionário do Mercado Kuchak é revoltante, e bem demonstra a insegurança que campeia nossa cidade. Mas não devemos nos esquecer que dirigir embriagado também é crime. Muitos que acham ser insignificante as prisões por embriaguêz ao volante, deveriam perguntar à família do taxista "CHICÃO" o que eles pensam sobre o binômio "alcool e direção". Não devemos criticar ações voltadas à preservação da vida da população, pois amanhã poderemos ser a próxima vítima. Meus pêsames à família enlutada. Cebola era uma grande pessoa.
  • VALENTINA OLIVEIRA - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ao invés de ficarem perseguindo e querendo multar as pessoas que usam seus veículos para trabalhar, vê se colocam dois brigadianos em locais aí no centro mas caminhandoooooo. QUEREMOS MAIS SEGURANÇA NAS RUAS,PELO AMOR DE DEUS, ASSIM NÃO DÁ MAIS.
  • CARLOS WEIDLE - PANAMBI (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que a paz e o cuidado de Deus esteja com a família enlutada, com a empresa. Pessoas assim como o Cebola é que fazem a diferênça. Tentamos no colocar no lugar, é difícil. Também temos a mesma preocupação aqui em Panambi com a segurança e com essas pessoas que cometem estas injustiças. Nossos sentimentos. CARLOS WEIDLE.
  • Roger Ernani Filipin - Catuípe (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Parabéns a Sra. Neuza Mene, muito sábia as palavras do seu comentário, as quais transcrevo abaixo: "Porque é tanto comentado e criticada esta tal de Balada Segura. Uma coisa não justifica outra. Estou de pleno acordo com a balada segura, pois é um perigo andar na rua em fins de semana. O que tem que acontecer é ter balada sem DESCUIDAR de outros segmentos da segurança pública. Balada segura sempre e mais policiamento nas ruas. E mais segurança por parte das empresas na hora de transportar valores". Excelente esse comentário, agora tem cada comentário que convenhamos, não serve para nada. Tem gente falando que a Brigada Militar não deve se preocupar em fazer barreira para pegar condutores de carro com película e nem motoqueiros. Devem ter esquecido que o elemento que cometeu esse Latrocínio fugiu em uma moto.
  • Eusebio Solano - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    LAMENTÁVEL. Mais um pai de família que perde a vida de forma violenta e da mesma forma, "moto, capacete, revolver". Quanto a segurança Ijuí está de mal a pior. Em outras cidades existem instaladas câmeras de segurança nas vias públicas, com monitoramento especializado, dentre elas Cruz Alta. E Ijuí que faz a este respeito? Ao menos as câmeras poderiam oobservar os suspeitos e investigar e interceptar a fim de evitar estas desgraças. Mas as autoridades aqui são devagar, quase parando!!! Está na hora da sociedade se manifestar e exigir. Aconteceu com essas famílias, pode acontecer com nós. Estamos vulneráveis!!! A Deus só peço que leve consolo à família enlutada. Vamos reagir Ijuí!!! A Colméia do Trabalho não está morta. Seus cidadãos podem morrer por inércia do poder local. PS. Não podemos exigir que cidadãos comuns se arrisquem. Não entendo como permitem que o assassino atire e sai caminhando tranquilamente e não tomem uma atitude. Siga a certa distância a moto e ligue para o 190. Temos que ser mais solidários, claro sem nos arriscar.
  • Cristiano Hermann - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ainda não estou acreditando. Infelizmente mais uma pessoa de bem se vai. E para variar, será que tudo vai continuar na mesma? Até quando? Cebola, você vai fazer muita falta por aqui. Mas sei que deve estar em um lugar melhor. Desejo muita força e Fé para a Família.
  • Rosa Maria Furlanetto Nardi - Serafina Corrêa (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Mais uma vida se foi? Não dá para acreditar. Será que a vida desse trabalhador honesto, pai de família quanto custou? Enquanto estão pagando fiança, os criminosos são soltos e os crimes certamente irão acontecer. Força para essa esposa e essa filha. Eu ainda não acredito que meu irmão foi assim também. Coragem e muita fé.
  • Junior Mello - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Pelo o amor de Deus!!! Onde vamos chegar com tudo que está acontecendo em Ijuí. A cada dia tem um crime acontecendo. Esperamos que este crime bárbaro tenha um desfecho e que estes criminosos sejam presos e punidos rigorosamente. Lembrando que recentemente tivemos dois pais de famílias mortos em Ijui e até o momento os assassinos estão impunes.
  • Jeferson Amaral - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Essas empresas tinhan quer ser multadas pelo Ministério do Trabalho por mandar funcionários nos bancos para depositar ou tinhan que ir os próprios donos para eles verem o que os funcionários passam. Os donos das empresas tinhan que ser obrigados a contratar empresas de segurança como carros fortes.
  • Flavio Luís Burkhard - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É a banalização da vida por causa do conteudo de um malote que supostamente continha altos valores se tira a vida de um ser humano. Tudo normal, resultado de uma sociedade que está podre. E sempre tenho afirmado que as mudanças de estruturais de que necessitamos não passarão pelo caminho da política e muito menos pelo caminho desta justiça que aí está. Assistam o que está acontecendo lá em Brasília. Vejam uma audiência daquilo que chamamos de Supremo Tribunal Federal, que leva dez anos ou mais para julgar alguma coisa e que têm ministros envolvidos com bicheiros, corrupção etc. etc. Dos deputados e senadores até me recuso a falar. E o resultado é este, talvez mais resultado da omissão dos homens de bem de uma sociedade, daqueles que trocam fábricas por presídios regionais, daqueles que trocam a agricultura pela universidade. E vai ficar pior, coitados dos ijuienses.
  • Marlon Treter - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Uma fatalidade! Nessas horas ainda há pessoas que falam bobagens. Acabem com a balada segura, pois se esses bebuns pegam o carro e matam dois ou três, isso não trás sofrimento para as famílias...
  • Arlan Correia - Balneario camboriu (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Como não reclamar da polícia? Alguém vê alguma mobilização para diminuir a violência. Só vejo os policiais se mobilizarem para aumentar a arrecadação - BALADA SEGURA???
  • Natanael Beier - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Eu tenho só 13 anos, mas acho isso um absurdo!
  • Fernando Mesquita - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Enquanto a lei penal não for modificada neste país, a violência não vai diminuir. No dia em que bandidos como estes forem punidos exemplarmente, outros irão pensar duas vezes antes de cometerem delitos.
  • Ricardo Pedroso - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É agora começaram a atirar quando assaltaram as moças com malote da loja não atiram e nossos orgãos "competentes", se escondem na desculpa não pode estar em todo lugar ao mesmo tempo. Mas quanto tempo ainda vamos ter que esperar por uma resposta das autoridade a tantos assaltos com moto e mesma característica dos suspeitos. Quando se quer melhor salário tem que mostrar para população, que paga esse salário, melhor resultado. Ou quantos trabalhadores ainda terão que perder a vida? Que Deus conforte o coração dessa família. Quantos sonhos frustados com essa perda.
  • Neuza Mene - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Sr. JULIO: Balada Segura, película, isso tudo é segurança pública junto com outras ações. Acho muito importante a Balada Segura e que deve continuar.
  • Verônica Woitchunas - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Infelizmente cada dia que passa, sinto mais vergonha da nossa cidade. Repetindo, tão achando que a solução da cidade é o tal do parque lá da pedreira. E ficar enchendo de frescuras a tal da rua 15. E o que acaba de acontecer hoje??? Mais uma pessoa morta no centro da cidade. Pelo jeito isso não tem importância nenhuma. Afinal, as nossas "excelentíssimas" autoridades não tomam nenhuma providência. Daqui uns dias vamos ter que morrer de fome porque nem no mercado dá para ir mais. Enquanto isso os "queridos" bandidos estão livres, leves e soltos. Pois é, inverteram-se os valores.
  • Daiana Vieira - Santiago (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ijuí está horrível... criminalidade ...
  • Eder Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Balada Segura, sim senhor, porque dirigir bêbado ttambém mata pessoas.
  • Eder Silva - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    A polícia de Ijuí gosta de prender maconheiro e aparecer na TV. Mas quando é para prender bandido grande e assassinos? Cadê? Lucro acima de tudo e segurança nada? Balada segura, sim, porque bebum dirigindo também é crime.
  • José Constant - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Eu acredito que, com uma lei municipal, proibindo o uso do capacete, na zona urbana, como já acontece em alguns municípios do Brasil, a criminalidade, através de motoqueiro ou motociclista, iria diminuir consideravelmente.
  • Jamile da Cruz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Tiago! A culpa é sim do governo, município... não tem como nós mudar o jeito de enxergar os problemas, pois a realidade é essa mesma! O que podemos fazer? NADA. O que a lei pode fazer? TUDO. "COLOCAR ESSES BANDIDOS DELINQUENTES NA CADEIA E NÃO SOLTAR NUNCA MAIS. E QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA!!!
  • Marcus Rogério Michel - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Incrível a inoperância de quem se diz responsável pela "segurança" de Ijuí. Há alguns dias atrás um cidadão foi morto na presença da esposa e do filho em frente a escola do filho. E o que foi feito? Alguns dias de RONDA na região que o cidadão morava, apreensão de uma arma num vizinho e fechamento de um mercadinho nas imediações. E agora o que vai acontecer? Dessa vez o bandido "caminhou" normalmente por 20 a 30 metros até seu companheiro de fuga, subiu na moto e sairam. E não venham me dizer que houve correria. Se houve correria foi para tentar acudir a vítima. Será que ninguém lembrou de usar a tecnologia que está a nossa disposição? Celulares que tiram fotos perfeitas e até filmagens com voz. Tempo para isso teve, e não venham me dizer que no meio daquele povo que sempre está naquele mercado não tinha nenhuma pessoa com um aparelho desses à mão. Fica fácil reclamar quando a coletividade se resume em DEUS POR TODOS E CADA UM POR SI. Meus sentimentos à família e que DEUS ilumine o caminho da esposa e da filha.
  • Sandra Raquel De Faveri - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ijuí há muito tempo deixou de ser aquela cidade calma de alguns anos atrás. E não é apenas a vinda da Penitenciária Modulada que fez isso mudar. As pessoas estão diferentes. A vida mudou para todos. Estamos imersos, sim, em uma sociedade que valoriza o TER e esquece do SER. Triste notícia essa. Fico pensando na família que sofre com uma perda assim, tão brutal. O mais chocante é saber que não devemos reagir em assaltos e o Sr. Carlos reagiu. É totalmente perigoso reagir, o certo é manter-se calmo e deixar que levem tudo, bens materiais não são importantes, são úteis, mas não essenciais. O mais importante é vida, é essa que temos que preservar acima de tudo. Que Deus conforte a família.
  • NOEMI NOVASKI - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    A NOSSA CIDADE INFELIZMENTE ESTÁ CHEGANDO NUM PONTO QUE NÃO DÁ PARA ACREDITAR. NÃO TEMOS MAIS SEGURANÇA. TODO DIA ESCUTAMOS AS MESMAS NOTÍCIAS, ROUBO, ASSALTO E MORTE EM IJUÍ COM A MISTERIOSA MOTO. JÁ ERAM POUCOS OS BRIGADIANOS E AINDA FORAM MANDADOS PARA OUTRA CIDADE. ATÉ ONDE ESSES CRIMES VÃO CHEGAR?
  • Tatiane Almeida - Ijui (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que eu saiba, me corrija quem entende melhor disso, os carros fortes são contratados, pagos para fazer o recolhimento do dinheiro na empresa, do instante em que o carro forte recolhe o montante na empresa, o seguro é ativado. Logo se houver roubos, latrocínios, é somente responsabilidade do carro forte. Essa cobrança de recolhimento é um valor pequeno para se pagar por uma vida. Uma pena que as empresas de grande porte não acham isso. Ainda põe em riscos pessoas como o Cebola, que não era o único a fazer esse serviço. TEM MUITA EMPRESA aqui que usa e abusa do poder que tem para arriscar vidas.
  • Luciano Scherer Ribeiro - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Ao invés de ficarem perseguindo e querendo multar as pessoas que usam seus veículos para trabalhar, vê se colocam dois brigadianos em locais aí no centro mas caminhandoooooo. Por essas que vou criar meus filhos em outra cidade.
  • Fernando Bohn - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Me pergunto onde estão essas horas os que defendem os "Direitos Humanos" do lado da família? Ou estão esperando o criminoso ser preso para poder defender ele dentro do presídio?
  • Celso Morais Morais - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    A comunidade de Ijuí perde um grande homem. Infelizmente no mundo em que vivemos as pessoas de bem duram pouco. Que Deus continue iluminando sua famílía.
  • Julio Cezar Beal - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Para ver... Balada segura, Películas... Tudo é mais importante que a SEGURANÇA PÚBLICA.
  • Carolina Echer - Itajai (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Meu Deus!!! Estou indignada com essa notícia!!! O que está virando Ijuí??? Cada dia mais pessoas inocentes, mais famílias afetadas com esse criminalidade que só aumenta!!! Cebola, uma pessoa maravilhosa, alegre, ter sua vida tirada dessa forma!!! É lamentável. Só peço que Deus dê força para sua família, sua filha e esposa. Concordo com a Daiana, nada vai trazê-lo de volta, mas as coisas não podem continuar assim. Pois assim como foi com ele, com outros ainda pode acontecer. Vamos, se liga Segurança Pública de Ijuí!!! Revoltante!!!! Descansa em paz grande Cebola!!!
  • Carlos Oliveira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Segundo assassinato violento em pleno centro da cidade com poucos dias de intervalo. A pergunta fica ao comando da brigada militar, isso vai continuar?
  • Simone Chagas - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Gente ignorante. Tomara que a lei seja cumprida à risca e peguem todos que andam com película irregular no veiculo. Dentro de um veículo com película pode estar um desses marginais que cometeu este crime!!!
  • Lenara Dornelles - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Estava pensando nos últimos acontecimentos de nossa "QUERIDA" Ijuí. Faz um bom tempo que segurança não é o forte das pequenas/médias cidades do interior do estado. Penso que cada vez mais a vida do ser humano perde o seu valor frente a pessoas sem educação, sem moral, que pensam somente no material, no dinheiro. Onde está a família destas pessoas que cometem estas atrocidades? Será que algum dia tiveram família? Quando falo em família, falo nesta que ficou órfã de pai, marido, amigo. Onde ficou a SEGURANÇA, O BOM SENSO, A ÉTICA, A MORAL? Infelizmente mais uma família, um lar desfeito!!! Só nos resta a indignação!!! E que esta morte não fique somente na internet, facebook, enfim nas redes sociais. Que a família do Cebola fique em paz!!!
  • Marcio Sousa - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Como tem gente que gosta de se aproveitar de uma tragédia para justificar o seu erro. O que aconteceu foi um assassinato e com certeza não vai ficar impune. Só que para a polícia agir ela tem que abordar veículos pessoas assim como está fazendo. Sr. Murilo Bernardo, quem cometeu o crime foram dois homens que estavam em uma motocicleta. Portanto, devem ser abordadas sempre. Meus sentimentos à família.
  • Juliana Silva - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Conhecia o Cebola, gente fina ele. Acho um absurdo a atitude dos proprietários mandar um funcionário levar esse montante de dinheiro para o banco. Com certeza era muita grana. E deve ter algum informante dentro do mercado que passou as coordenadas para os ladrões. Como que eles saberiam a hora que o Cebola iria levar a grana? O pior disso tudo foi o Cebola ter reagido como se fosse seu o dinheiro. Tudo bem, mas nem seguro ele ganha para fazer esse tipo de serviço. Agora cabe a família exigir uma idenização do mercado, apesar que a vida do nosso amigo não volta mais, mas pelo menos vai garantir o futuro da família dele. Está na hora dos proprietários contratarem seguranças para esse estabelecimento comercial. Meus sentimentos para os ijuienses por mais essa perda que sofreram.
  • ROSANA OPPERMANN - IJUÍ (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    NESTA HORA TÃO DOLOROSA PARA FAMÍLIA SÓ PODEMOS DIZER UMA ÚNICA PALAVRA: FÉ! AO PODER PÚBLICO, CONSCIÊNCIA. À BRIGADA, EFICIÊNCIA. À COMUNIDADE, EXIGÊNCIA. ESTAMOS TODOS ASSISTINDO INERTES O AUMENTO DA CRIMINALIDADE E DA VIOLÊNCIA EM NOSSA CIDADE! VAMOS MUDAR ESSA REALIDADE!!! MANIFESTEM-SE CIDADÃOS IJUIENSE!!! POIS AMANHÃ PODE SER UM DE NÓS OU DE NOSSA FAMÍLIA!!!
  • Rodrigo Aktinson - Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Um Viva para a Administração Pública de Ijuí que prefere alocar um presídio na cidade em vez de dar incentivos para as empresas. Depois dessa Modulada Ijuí virou terra de ninguém!
  • MARLON SANTOS SANTOS - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É incrível como ijuí está perigosa. Temos que parar de esperar por autoridades tomarem providências, temos que ser realistas. Ijuí deixou de ser aquela cidade pacata muito boa de se morar. Esperar por policiais é brincadeira, eles estão sempre atrasados, parece filme. Quem conhece este estabelecimento sabe da falta de segurança todos os dias. Nós cometemos os erros de não nos previnir e pensar no pior. Infelizmente aconteceu com nosso amigão Cebola mas poderia acontecer com qualquer um que estava ali. Precisamos de muita segurança, já. Que Deus dê muita, mas muita força para a família do nosso amigão.
  • Sara Martins - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Nós não temos palavras!!! Quando soubemos deste caso absurdo, meu querido amigo Afonso, uma pessoa que era muito humilde e fazia suas brincadeiras. Vai em PAZ. E DEUS conforta seus corações, sua esposa, sua filha, os seus amigos e parentes. Amigão Cebola, como era chamado por todos, DEUS CUIDA DE VOCÊ. Até um dia.
  • Neuza Mene - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Porque é tanto comentado e criticada esta tal de Balada Segura. Uma coisa não justifica outra. Estou de pleno acordo com a balada segura, pois é um perigo andar na rua em fins de semana. O que tem que acontecer é ter balada sem descuidar de outros segmentos da segurança pública. Balada segura sempre e mais policiamento nas ruas. E mais segurança por parte das empresas na hora de transportar valores.
  • Jeferson Monteiro - Alvorada (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamento muito por saber que perdi um amigo. Espero que a justiça seja feita. Sentimentos à família.
  • Silvia Correa - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que perda lamentável, o Cebola era um amigo e colega muito querido. Espero que as autoridades tomem alguma providência. Ou quantas pessoas ainda vão morrer? Meus profundos sentimentos à família e que Deus abençoe a todos.
  • Carmen Vargas - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Meus sentimentos à família. Mas digo, Meu Deus, como está fácil para os bandidos! Ijuí está sendo alvo agora para essa gente. PRECISAMOS mais segurança urgente.
  • Daiana Echer Rita - Itapema (Santa Catarina)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Pior que mesmo achando os criminosos isso não vai trazer ele de volta. Onde está a segurança? Não se tem mais paz em Ijuí.
  • Marcos Aosani - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que injustiça. Sempre brincávamos no Mercado sobre o Futebol, era GREMISTA, muito amigo. Que Deus dê força à família.
  • Acimar Menegon Junior - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Dias atrás enviei um comentário sobre a Lei que proíbe qualquer funcionário de levar malotes com dinheiro. Infelizmente uma vida foi ceifada. Não existe cumprimento de leis, não existem policiais para atender uma cidade do porte de Ijui. Isso é fato. O que existe são lamentações e por fim choro. Muitos que escrevem comentários pisando na polícia, deixam de pagar impostos, obrigam funcionários a descumprirem leis, não cumprem com leis. Hipocrisia daqueles que só querem fazer barulho.
  • Tiago Dobrowinski - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Me causa indignação ler comentários que dizem que falta policiamento. Qual é, não tem como a Brigada estar em todos os lugares. O que falta é menos ganância, menos violência, menos cobiça na vida das pessoas! Parem de colocar a culpa no governo e vamos mudar nosso jeito de enxergar os problemas!
  • Luis Bertazzo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Se preocupam com balada segura e insufilme e deixam os criminosos a solta por aí. Polícia mal preparada isso é o resultado e
  • Dora Pereira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Os meus pêsames à familia do Afonso. Faz mais de 14 nos que conheço uma pessoa do bem, trabalhador. Jesus conforte o coraçao da esposa e da filha.
  • Marluce Cavalheiro - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamento profundamente a grande perda do amigo "Cebola". Meus profundos sentimentos à família. Aí nos perguntamos o que está acontecendo com nossa sociedade onde pessoas trabalhadoras acima de tudo pessoas do bem acabam mortas dessa forma? Cadê as autoridades? Está na hora de por um basta nisso tudo ou mais pessoas devem perder a vida assim dessa forma tão brutal. Enquanto as autoridades perdem tempo com besteira, os bandidos tomam conta da cidade e fazem mais vítimas. Está na hora de dar um basta nisso! Por favor, acordem e façam as leis valerem! Lugar de bandido é na cadeia.
  • Adriano da Silveira - Bento Gonçalves (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É lamentável! Estamos em estado de choque! Um trabalhador ser executado desta forma por marginais, que certamente sabiam o dia-a-dia desta empresa. Aliás, aguardamos explicações porque levar malote para o banco nos dias atuais é perigoso. Prendam os bandidos! Meus pêsames à Família Petersen, esposa e filhos!
  • Jorge Klanovicz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Enquanto isto as autoridades policiais e de trânsito estão focados na BALADA SEGURA. Cabe a pergunta se já pegaram algum bandido na balada segura? Ou apenas cidadãos de bem, enquanto os bandidos ficam aí soltos e bem a vontade.
  • André Rodrigues - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Esses brigadianos de hoje em dia são muito fracos na minha opinião. Se pegarem um pobre trabalhador (no qual me enquadro) fazem até abuso de autoridade. Sabem apenas distribuir multas e pegar ladrão de galinha. Tenho acompanhado o ótimo Portal de informação que é o ijui.com, especialmente a parte de segurança e observo que as notícias é balada segura, tirar carteira dos jovens e pegar ladrão de galinha, que depois de duas horas está solto. Mas bandido de verdade não lembro de nenhum. À família desejo força e que cobre do poder público justiça. Não conhecia o Senhor Carlos mas lembro que desde quando era criança e já ia a este estabelicimento e este senhor estava nas funções administrativas. Algumas vezes vi viaturas da BM no Mercado Nacional, Cotrijui e Zafarri, como funciona, porque não vão dar apoio aos grandes estabelicimentos da cidade??? Autoridades, uma solução!!!
  • Valdir Avozani - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Os donos do Supermercado deveriam contratar seguranças para escoltar os funcionários quando sairem com o dinheiro.
  • Mcheli Nitsche - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Não consigo acreditar ainda o que aconteceu contigo, meu amigo. Lamento muito a tua perda. Peço a Deus que conforte e dê forças à tua esposa, filha e familiares.
  • Juliana Kelm - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Até quando? Mais uma vida foi brutalmente tirada pela ganância dos patrões de "economizarem" em segurança. Porque não tinha um carro forte ali? Agora é tarde, não adianta lamentar e querer tomar providência depois que aconteceu a tragédia.
  • Flavia Michele dos Santos - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Penso que a direção do Supermercado não poderia autorizar a saída de um funcionário com alto valor sozinho e sem escolta. Isso é inadmissível. As pessoas não pensam no alto grau de risco que estão correndo. Isso deveria ser transportado por carro forte. Não querem gastar com nada, agora se perdeu uma vida.
  • Leandro Kopplin - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Mais um assalto a malote! difícil entender como essas pessoas sabem a hora exata e tudo mais para cometerem o mesmo. Mas com certeza enquanto eles estão a planejar estes tipos de ações, os policiais de Ijuí estão mais preocupados com os carros rebaixados e com as películas os quais, com certeza, não estão tirando vidas de inocentes. Por isso que nosso Brasil não vai para frente. Meus sentimentos à família.
  • CAZUZA THOME DA CRUZ - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    QUE DEUS DÊ TODO O CONFORTO PARA ESSA FAMILIA. E PODEM TER CERTEZA QUE ESTEJA ELE ONDE ESTIVER, VAI ESTAR OLHANDO POR TODOS VOCÊS. OREM MUITO POR ELE E ENTREGUEM TUDO NA MÃO DE DEUS, POIS SÓ DEUS SABE O QUE FAZER NUMA HORA DE TANTA DOR COMO ESTA. MEUS SENTIMENTOS A TODOS OS FAMILIARES FIQUEM COM DEUS. FIQUEM EM PAZ.
  • ELECI GOI - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Nesse momento nao tem o que comentar, nem culpar ninguém. Só dizer à família que sejm forte e que Deus nos proteja. Nossos pêsames. ELECI GOI E FAMÍLIA.
  • Salette Turra - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Não adianta ficar culpando polícia num caso como esse. A criminalidade está fora do controle da polícia ou de quem quer que seja. O que me espanta é ver um funcionário levar o malote até o banco e ser morto dentro do próprio estacionamento. Será que uma empresa como essa não poderia contratar um carro-forte para recolher o dinheiro? Se não pode contratar alguém desse tipo que vão os donos levar o dinheiro até o banco. Acho que se os funcionários se negaren de fazer esse tipo de coisas a empresa vai contratar alguém sim. Nesse caso foi só mais um funcionário que morreu e não dá nada, fecha-se as portas hoje e amanhã até a hora do enterro. Depois tudo volta a normalidade, infelizmente a vida é assim. Minhas condolências à família. Mas de uma coisa podem se orgulhar, ele morreu defendendo o patrimônio dos patrões.
  • Daiana Diniz - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que crueldade que está em Ijuí! É mais um pai de família que morre trabalhando para levar o sustento para casa. E os vagabundo como sempre agindo como se tirar a vida de alguém fosse como comer um doce. Cadeia nesses bandidos!!! Cadê a polícia, quero que encontrem esses vagabundos. Meus pêsames à família.
  • Marcia Staudt - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que pecado isso que fizeram ... matar por dinheiro uma pessoa boa como o Cebola. Onde vamos parar?
  • Gracieli Farias Loureno - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Boa tarde, estou chocada com essa situação em Ijuí. Mas que Deus possa consolar os corações dos familiares principalmente para sua esposa e filhos. Abraços e que Deus abençoe vocês.
  • Ana Ferreira - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Concordo com Alex, a polícia se preocupa tanto com as películas com os rebaixamentos dos carros, som, rodas que se trazem danos, são os donos e e acabam esquecendo do resto. Ao invés de darem importância para as pequenas coisas, deveriam olhar para as coisas que estão tomando conta em Ijuí, os marginais, que matam pessoas inocentes, decentes, que estão apenas TRABALHANDO, mas não a segurança de Ijuí. Enquanto isso matam uma pessoa no pátio de um supermercado que fica no CENTRO e o assassino AINDA sai caminhando. E eles estão preocupados com os carros ... isso e revoltante!!!
  • Flávio Freitas Santos - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Cara Gesiel, segurança pública é dever do estado e obrigação de todos. A ganância pode levar a estes acontecimentos desastrosos, como por exemplo a falta da empresa em contratar um carro forte para a condução de um alto valor, como pode ter sido este. Pois trata-se de movimentação finanseira do final de semana, o que não deve ser pouco, sem contar que nunca se deve reagir a um asalto, pois o margianl quando planeja um ato desta naturesa vem para qualquer resultado. E provavelmente este funcionário já vem sendo observado a algum tempo.
  • Murilo Bernardo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Está na hora da polícia parar de se importar com coisas fúteis e tomar mais providência com a segurança em Ijuí e não ficar perdendo tempo de atacar carros e motos? Porque não pegam os bandidos? E aqueles que não fazem nada, pegam. Os assaltantes tão matando e a polícia não faz nada. Cadê a nossa segurança?
  • Rodrigo Alencar - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que nada, Ijuí tem balada segura que prende cidadão de bem que vai em um restaurante beber 03 cervejas e jantar com sua família. Isso é segurança?
  • Luane Bertoldo Capra - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Um absurdo viver em um mundo onde o dinheiro tem mais valor que uma vida!!! O pior agora é a dor que a família tem que passar com a ausência de uma pessoa amada, por causa de uns babacas como esses! Nem sei mais se dá para chamar de pessoas como as tais que cometerem este crime!!! Que Deus dê forças à família para suportar a dor em um momento como este.
  • Jonatan Sklar - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Estou indignado com o fato desses marginais terem sangue frio em cometer um ato de crueldade às 11h da manhã em pleno movimento no mercado e tranquilamente como se não estivessem ninguém ali. Já fui funcionário do Kuchak e nunca imaginei que isso iria acontecer. Espero que a polícia faça seu trabalho e coloquem esse marginal na cadeia. Meus pêsames à toda família. ¨Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressureição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá.¨
  • TIAGO ROSA - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É BRINCADEIRA! ATÉ QUANDO AS PESSOAS VÃO MORRER EM VÃO? ATÉ QUANDO VEREMOS ESSES ACONTECIMENTOS? ATÉ QUANDO AS AUTORIDADES VÃO FICAR DE BRAÇOS CRUZADOS? NOSSA CIDADE ESTÁ LARGADA, NÃO HÁ POLICIMENTO EFICIENTE. BRINCADEIRA!!! ESTÁ SE TORNANDO CADA VEZ MAIS NORMAL ASSALTOS E MORTES.
  • Marcelo Rolin - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamentável o ocorrido com o senhor Carlos, o Cebola, funcionário referência do estabelecimento Kuchak. A empresa Guaracar estende seu pesar a familiares e colegas de trabalho pelo ocorrido. Acredito que será lembrado sempre como um funcionário sério e dedicado. Tive contato com ele no sábado pela manhã quando se organizava para finalizar sua mudança de residência. Me disse ele "vou aproveitar hoje pois durante a semana fica complicado em função do movimento do mercado". Reitero as condolências ao grupo Kuchak que com certeza ficará desfalcado de um excelente profissional.
  • Josué Lino - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Está faltando policiamento ostensivo e inteligência às Policias na questão do policiamento ostensivo. Denota-se que o número de Policiais que atuavam nesta área hoje na comparação com o número de policiais que atuavam nos anos oitenta a noventa é muito inferior hoje. Fui Policial Militar e sei que nos anos oitenta em uma cidade com 30.000 a 40.000 habitantes, naquela época entravam de serviço por turno em média 30 a 40 PMs. Hoje vimos que aparece por turno uma média que não chega a 50% destes número em cidades até de maior porte. Vimos ainda que as polícias em vez de se preocupar com a violência que realmente atinge o cidadão, está mais preocupada com as fotos da Carolina Dickmann.
  • Daiane G Fridrich - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamentável o que está acontecendo na cidade de Ijui. E concordo plenamente com o Alex. Que Deus conforte a Magda e sua familia e que a justiça seja feita logo. Abraços fortes à toda família.
  • Fábio Haab - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Que estupidez. Foi-se uma pessoa insubstituível.
  • Fernanda Lopes da rosa - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Para sua esposa Magda e sua filha, que DEUS lhe de todo o conforto e força. DEUS vai abençoar toda sua família para dar força. Não se tem palavras numa hora dessas. Fiquem bem com Deus.
  • João Paulo Fagundes - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Apóio o comentário do amigo acima! E lamentando por mais uma vida tirada em Ijuí por causa de dinheiro. ACORDAM AUTORIDADES!!!
  • Vivian Maciel - Vacaria (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Deus levou mais um anjo. Mas saiba que ande ele estiver deixou para nós sua alegria e muitas saudades. Pêsames da família Joaquim Maciel.
  • Antenor Luiz Weiller - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Infelizmente temos que conviver com tragédias deste porte. Amigo "Cebola", os teus assassinos pagarão por este ato bárbaro. Você ficará eternamente em nossa memória como o amigo que sempre foi.
  • Rafael Perez - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    É isso ai seu Alex, querem fazer caixa as custas de quem não deve nada, por uma película ou um carro baixo, que é que anda correndo com carro rebaixado? Se o Detran libera, é porque está autorizado não é! Para isso serve o DETRAN! Vão atrás dos ladroes de verdade!
  • Lauro Schneider Lasch - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Lamento profundamente a grande perda do amigo Cebola. Meus profundos sentimentos à família. Que Deus conceda conforto aos familiares e colegas para suportar a perda do querido Cebola. E espero que os assassinos sejam identificados o mais rápido possível para ao menos diminuir um pouco a dor da perda desse grande homem. Um forte abraço à família. Lauro Schneider Lasch e família.
  • Neuza Mene - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Como um funcionário sai assim sem nenhum segurança com um malote contento alto valor. Cadê o carro forte que recolhe os malotes???
  • Gesiel Santana - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Em que mundo estamos vivendo onde uma vida vale tão pouco? Onde está a segurança pública, a PM a Polícia Civil? O que é este código penal brasileiro, onde prende-se bandido em um dia e no outro os Meritíssimos Senhores Juízes os colocam em liberdade novamente? Que mundo é esse onde cidadãos de bem tem que viver enjaulados e com medo. A sociedade está cansada. Em menos de 15 dias este não é o primeiro assalto e o que fizeram para prender os bandidos??? Será que terão que ocorrer mais crimes brutais como este para que se mobilizem e dêem segurança aos cidadãos! Sentimentos à família.
  • Alex Gobbo - Ijuí (Rio Grande do Sul)
    Enviado Seg, 04 de junho de 2012

    Está na hora da tomar uma providencia. A situação está crítica em Ijuí. Ao invés das autoridades se preocupar com películas de veículos e coisas insignificantes, vão atrás dessas pessoas que cometem crimes e trazem insegurança em Ijuí.

Poste aqui seu comentário*


Concordo com os termos de comentário*

Termos de Uso dos Comentários*

Seu comentário irá passar por aprovação editorial antes de ser exibido.

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista.

O teor dos comentários deve ser sensato e moderado. Não publicamos comentários com xingamentos, uso de palavras de baixo calão, ofensas ou que incitem à intolerância ou ao crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem.

Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e o comentarista que habitualmente as transgredir poderá ter interrompido seu acesso ao link de comentários deste Portal.

O autor do comentário deve ser identificado com nome, sobrenome, cidade de origem e e-mail correto.